Precificação nos marketplaces: dicas para melhorar sua estratégia ?>

Precificação nos marketplaces: dicas para melhorar sua estratégia

Na hora da compra, a decisão final é, muitas vezes, baseada no preço. A precificação nos marketplaces é de extrema importância para as vendas. Afinal, o preço competitivo é um dos requisitos para aparecer na BuyBox e pode ser o motivo principal para que o consumidor feche a compra com você.

Estabelecer bons preços, porém, nem sempre é tão simples. Não basta observar o valor praticado pela concorrência e diminuir uns poucos reais. É preciso fazer cálculos cuidadosos e pensar na sua própria atuação para chegar ao preço ideal para você – é o que alerta Luiz Pereira, diretor comercial da Precifica, plataforma brasileira de precificação inteligente.

“O alto nível de concorrência não deve levá-lo a vender com prejuízo. Por essa razão, é imperativo que o varejista tenha um processo de formação de preços bem ajustado, levando em consideração todos os custos e despesas para garantir margens saudáveis de venda dos seus produtos nos marketplaces”, pontua Pereira.

Para te ajudar a conseguir o melhor resultado, selecionamos dicas para otimizar suas estratégias de precificação nos marketplaces. Confira!

1. O preço é apenas um dos componentes da estratégia

Preço não é tudo o que importa. Este certamente é um fator importante, mas não deve ser o único elemento a se pensar na hora de construir uma estratégia de precificação eficiente dentro dos marketplaces. Além do preço final do produto, considere seus custos operacionais, as regras e dinâmicas de cada marketplace, as características do produto, seu sistema de logística.

2. Concentre esforços nos produtos mais vendidos

É provável que alguns dos seus produtos sejam os responsáveis pelo maior número de vendas. Assim sendo, concentrar seus esforços nos itens de maior giro pode fazer maravilhas pelo seu desempenho.

Saber quais são os seus produtos mais vendidos vai te ajudar a fazer escolhas. Mantenha seu estoque sempre atualizado e preocupe-se em criar boas estratégias de preço e promoções para seus hits.

3. Acerte no cálculo de preço

O cálculo do preço ideal de um produto deve ser cuidadoso e bem pensado. Afinal, qualquer erro pode resultar em prejuízo. Vale ressaltar que ter como base de informação os valores praticados pelos concorrentes é importante, mas não deve ser o único ponto a se considerar.

O preço final de um produto é composto pelo custo do produto, o custo de operação, o custo de vendas e o total de lucro desejado para cada unidade. Não é incomum que lojistas não tenham controle exato de cada um desses componentes, mas conseguir calculá-los corretamente vai impactar positivamente as estratégias de precificação.

4. Busque a redução de custos

Uma ótima alternativa para deixar seus preços mais competitivos é reduzir os custos. Quanto mais você conseguir diminuir os custos, mais chances você tem de aumentar seu lucro ou de oferecer preços mais baixos para o consumidor.

Assim, busque a redução dos custos operacionais, aumentando o desempenho da equipe, investindo em automatização, cortando despesas que não sejam imprescindíveis, apurando e mapeando cada gasto. Negociar e comprar melhor os produtos do fornecedor também é uma boa maneira de reduzir custos.

5. Trabalhe com preços diferentes em canais diferentes

Será que o melhor preço para um produto que você vende no Mercado Livre será o mesmo quando vendido na B2W ou no site do seu e-commerce? Pode ser que não.

“Cada marketplace conta com um conjunto diferente de vendedores, obrigando que suas estratégias de precificação sejam diferenciadas. Um outro importante ponto está relacionado ao público-alvo, que tende a ser diferente em cada marketplace, tendo assim uma percepção diferente de preço para o seu produto ofertado. Por tudo isso, passa a ser fundamental tratar o tema precificação de forma diferenciada nos marketplaces entendendo que são canais de vendas diferentes entre si”, explica Pereira.

6. Aposte em uma ferramenta de precificação

Ferramentas de precificação inteligente são muito úteis para automatizar o processo de monitoração de concorrentes e atualização de preços. Essas ferramentas trabalham com a atualização conforme parâmetros pré-definidos por você e garantem um preço competitivo e adequado a seus objetivos.

“Estimativas apontam que 80% das vendas nos marketplaces são realizadas a partir do BuyBox.  Utilizar uma ferramenta de precificação num ambiente de alta competitividade irá ampliar as chances de alcançar o BuyBox e garantir rentabilidade nas vendas nos marketplaces”, comenta Pereira.

Com o ANYMARKET, Hub de integração de segunda geração, você consegue integrar seu e-commerce a ferramentas de precificação parceiras, como a Precifica, e simplifica o gerenciamento das operações da sua loja nos marketplaces! Saiba mais sobre nossas integrações e veja como o ANYMARKET pode ajudar na gestão do seu e-commerce.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *