Browsed by
Categoria: E-commerce

Tendências para e-commerce 2017: check out simplificado ?>

Tendências para e-commerce 2017: check out simplificado

Uma das principais vantagens do varejo online é a comodidade: de forma rápida, o consumidor pode realizar suas compras com praticidade e de qualquer lugar. E a tendência é que esse processo se torne cada vez mais simples.

Indo ao encontro desta praticidade, uma tendência que tem tudo para se espalhar pelo e-commerce em 2017 é o check out simplificado.

Check out é o processo que guia o consumidor à conclusão de um pedido. Da seleção de produtos até a finalização da compra, o consumidor deverá passar por etapas como o cadastro ou login na loja, definição de endereço para entrega e escolha da forma de pagamento. É um processo necessário, porém, seu desenvolvimento pode ser o fator decisivo entre a venda e o abandono de carrinho.

Segundo uma pesquisa do Business Insider, 25% dos consumidores desistem de uma compra na hora de fechar o pedido por acharem o processo de check out muito complicado ou pela falta do método de pagamento de sua preferência.

Além disso, com o crescimento iminente do mobile commerce, o check out facilitado torna-se ainda mais importante para melhorar a experiência do consumidor.

Aplicando o check out simplificado em seu e-commerce

Quer investir em comodidade e deixar o processo de compra mais ágil para seus clientes no ano que se inicia? Confira algumas dicas para implementar o check out simplificado na sua loja!

1. Priorize as informações que devem ser preenchidas nos cadastros. Mesmo na primeira compra em seu site, o consumidor pode não estar disposto a preencher uma longa lista de dados para fechar o pedido. Por isso, exija no cadastro apenas as informações essenciais: nome completo, CPF, e-mail, endereço de entrega e forma de pagamento. Você pode solicitar que mais informações sejam preenchidas em outro momento, enviando um e-mail para o novo cliente.

2. Guarde dados para compras futuras. Oferecer ao cliente que o sistema salve informações como o endereço de entrega e os dados do cartão de crédito é uma excelente forma de aplicar o check out simplificado, agilizando o processo de compra.

3. Faça com que o processo seja fácil de acompanhar. Ter no painel indicadores para que o consumidor saiba em que etapa do check out ele se encontra e o que ainda falta para finalizar o pedido é uma boa forma de evitar confusão durante o processo. Assim, o caminho até a conclusão da compra fica muito mais claro e descomplicado.

Saiba mais sobre tendências para e-commerce em 2017! Confira outros posts:

Prepare seu e-commerce para o Boxing Day ?>

Prepare seu e-commerce para o Boxing Day

Em meio à preparação das campanhas de Natal, é importante se organizar também para dar conta da demanda do dia seguinte. O Boxing Day, evento que acontece no primeiro dia útil após o Natal, é uma data que merece atenção do lojista virtual.

Em países como Inglaterra, Estados Unidos e Canadá, o Boxing Day representa o último grande evento de promoções para o varejo. Na Inglaterra, país em que a tradição do Boxing Day já está consolidada, o número de vendas online na data cresceu 22% em 2015, segundo dados da Parcels.

Além das compras, a data representa um grande desafio para estratégias de logística reversa e atendimento – afinal, é logo depois do Natal que as pessoas procuram serviços como a troca ou devolução de produtos que ganharam ou compraram de presentes. Por isso, lojistas preparados para atender essa demanda podem aumentar suas possibilidades de fidelização de clientes.

Confira os principais pontos que devem ser levados em conta para o sucesso do seu e-commerce no Boxing Day!

Liquidação de final de ano

Planejar promoções neste dia pode ser muito vantajoso para a sua loja. Aproveite para queimar estoque, liquidando produtos sazonais e abrindo espaço para as novidades do ano que se aproxima.

Logística reversa

Como estão suas estratégias de logística reversa? A demanda pela troca ou devolução de produtos depois do Natal pode ser muito maior que no restante do ano e, por isso, você deve estar preparado.

Defina regras claras para troca e devolução de produtos e se organize para lidar com estes itens. No caso de troca, a equipe precisa estar preparada para realizar o envio do novo produto com destreza. Lembre-se que esse momento pode fazer toda a diferença para deixar um cliente satisfeito!

Atendimento

Muitas empresas aproveitam a época de festas de final de ano para tirar férias. Porém, é preciso se organizar para deixar a equipe de atendimento ativa mesmo neste período.

Com o interesse na troca ou devolução de artigos, os consumidores vão procurar por atendimento para esclarecer dúvidas e receber orientação para realizar os procedimentos necessários. Conseguir oferecer um atendimento eficiente em diferentes canais pode ser decisivo na fidelização de um cliente.

Uma alternativa para quem não vai conseguir disponibilizar uma equipe para atendimento em tempo real é organizar as informações no site para que o sistema de trocas e devoluções seja claro e de simples compreensão.

Nos marketplaces, é importante estar atento às mensagens e contatos de consumidores. Com o ANYMARKET, você recebe notificações de produtos, qualificações e mensagens de clientes diretamente na plataforma, centralizando o atendimento e oferecendo um serviço de muito mais qualidade ao consumidor.

Saiba como simplificar o gerenciamento das suas vendas e atendimento nos marketplaces! Peça uma demonstração gratuita e conheça o Hub de integração ANYMARKET.

CTA-MARKETPLACE-DEMONSTRACAO-ANYMARKET

Conheça os principais dados da Black Friday 2016 ?>

Conheça os principais dados da Black Friday 2016

Depois de toda a preparação e expectativa para a Black Friday, é hora de conhecer os resultados do evento!

Neste ano, o potencial de vendas da data se confirmou e o desempenho de vendas rendeu boas notícias para empreendedores de e-commerces de vários segmentos. Ainda que o faturamento total do comércio eletrônico tenha sido menor que o previsto pela E-bit, o resultado ainda foi de crescimento em relação ao ano passado.

Para os lojistas que utilizam o ANYMARKET para integrar suas vendas em marketplaces, o evento de promoções também foi um grande sucesso, com crescimento expressivo no volume de vendas.

A seguir, selecionamos os principais dados da Black Friday 2016 – tanto para os clientes ANYMARKET quanto para o mercado geral de e-commerce. Confira!

Dados da Black Friday 2016 para clientes ANYMARKET

Os clientes do ANYMARKET tiveram um desempenho de vendas excelente durante todo o período entre a Black Friday e a Cyber Monday. De forma geral, houve crescimento tanto no número de pedidos quanto no faturamento.

1. O número de pedidos cresceu 450%

Em comparação com 2015, o volume de pedidos foi 4,5 vezes maior em 2016 – crescimento que representa mais de 450% para os clientes do ANYMARKET.

No final de semana de promoções, o volume de pedidos recebidos foi 340% maior que em datas comuns. Já o aumento no faturamento foi de 363% nas vendas gerais.

2. As vendas da Cyber Monday cresceram 81%

A Cyber Monday mostrou sua força nos resultados deste ano. Comparando as vendas do evento à média de vendas das últimas segundas-feiras de cada mês, o crescimento foi de 81%. O desempenho superou até mesmo dias fortes como o sábado e o domingo após a Black Friday.

3. Processamos 12 pedidos por segundo

Nos momentos de pico de vendas nos marketplaces, o Hub ANYMARKET conseguiu processar um alto número de pedidos. Em um pico de transmissão, 1805 pedidos foram processados em apenas 2,5 minutos, gerando 12 pedidos por segundo.

Dados da Black Friday 2016 do e-commerce em geral

No geral, o comércio eletrônico teve um bom desempenho na sexta-feira de promoções, mostrando que a Black Friday se consolida cada vez mais no calendário do varejo brasileiro. Confira os dados apurados pela E-bit:

4. O faturamento foi de R$ 1,9 bilhão

O resultado das vendas da Black Friday 2016 foi um faturamento de R$ 1,9 bilhão para o e-commerce – número 17% superior ao registrado em 2015. Já o tíquete médio cresceu 13% em relação ao ano anterior, chegando a R$ 653.

5. O número de consumidores ativos subiu 17%

Com 2,23 milhões de pedidos feitos no varejo virtual, o número de consumidores ativos cresceu: 1,955 milhão. O crescimento no número de consumidores ativos em relação a 2015 foi de 17%.

Além disso, o evento trouxe novos consumidores para o mundo do e-commerce. Do total de consumidores ativos, mais de 281,2 mil pessoas aproveitaram a Black Friday para fazer compras pela internet pela primeira vez.

6. Eletrodomésticos foi a categoria de melhor desempenho

Neste ano, a categorias de produtos que mais se destacou tanto em volume de pedidos quanto em faturamento foi a de Eletrodomésticos, seguida por Telefonia/Celulares.

Confira o ranking de categorias mais vendidas de acordo com o número de pedidos:

1º – Eletrodomésticos
2º – Telefonia/Celulares
3º – Moda e acessórios
4º – Eletrônicos
5º – Informática

Confira o ranking de categorias de acordo com o faturamento:

1º -Eletrodomésticos
2º -Telefonia/Celulares
3º – Eletrônicos
4º – Informática
5º – Casa e Decoração

Quer aproveitar todo esse potencial de vendas na Black Friday de 2017? Então, conheça as integrações do ANYMARKET e invista no Hub que te ajuda a ter mais sucesso em grandes eventos do varejo!

Calendário para E-commerce 2017: saiba como se planejar no ano novo ?>

Calendário para E-commerce 2017: saiba como se planejar no ano novo

Ano novo, estratégias novas! No clima de renovação e preparação para o que vem por aí, não pode faltar o planejamento do seu e-commerce. É hora de avaliar seu desempenho e começar a traçar novas metas, pensar em novas campanhas e alinhar estratégias.

Planejar-se com antecedência é um fator imprescindível de um e-commerce de sucesso – afinal, este é um mercado cada vez mais competitivo. Segundo dados da Ebit, só no primeiro semestre de 2016 as vendas no comércio eletrônico cresceram 5,2% no Brasil, atingindo um total de R$ 19,6 bilhões de faturamento.

Mas, para crescer junto com o setor, é preciso se destacar. Aproveitar datas importantes para lançar campanhas que impulsionem o volume de vendas e fortaleçam sua marca já é indispensável para conquistar espaço no universo do varejo online. Mais do que isso: deve-se pensar em cada detalhe para ser capaz de se sobressair.

Para chegar lá, planejamento é a palavra-chave. Foi pensando em te ajudar a construir um planejamento estratégico sólido para as principais campanhas do ano que o ANYMARKET e a Nação Digital se uniram para lançar o Calendário para E-commerce 2017!

No material, você encontra um calendário completo com as principais datas de vendas para o e-commerce brasileiro – desde datas comemorativas tradicionais, como o Dia das Mães, até eventos especiais do comércio eletrônico, como o Dia do Frete Grátis. Além dos eventos gerais mais importantes, trazemos ainda algumas datas específicas para nichos e alertas que chamam a atenção para o momento de começar a se preparar para grandes campanhas.

Todas as datas destacadas são acompanhadas de dicas para que você consiga se planejar com eficiência para cada evento. Assim, você encontra sugestões de ações para estruturar suas campanhas e dados do e-commerce para as maiores datas do ano.

Pra não deixar nenhum compromisso escapar, você pode ainda adicionar as datas à agenda do Google, Outlook ou Apple Mail.

Pronto para começar o planejamento do seu e-commerce para o novo ano? Faça o download gratuito do Calendário para E-commerce 2017!

cta-baixe-ja-o-calendario-para-ecommerce-2017

5 dados do e-commerce na época de Natal que você precisa conhecer ?>

5 dados do e-commerce na época de Natal que você precisa conhecer

O Natal é uma das mais importantes datas para o varejo. E no comércio eletrônico isso não é diferente: observando dados do e-commerce no Natal, percebe-se que o evento representa uma fatia significativa do faturamento e do volume de vendas anual.

Com o final do ano se aproximando, os consumidores já começam a se movimentar em busca de presentes; portanto, este é o momento para colocar as coisas em ordem e começar a trabalhar campanhas natalinas na sua loja.

Para te animar a vender mais nesta época, confira alguns dados do e-commerce no Natal de 2015 apurados pela E-bit.

1. O faturamento chegou R$ 7,4 bilhões

O faturamento do e-commerce no período de Natal chegou a R$ 7,4 bilhões. Este número representa um crescimento nominal de 26% em relação ao mesmo período em 2014. O dado surpreendeu as expectativas de especialistas: o esperado era que as compras de Natal no e-commerce crescessem 22%, contabilizando um faturamento de R$ 7,2 bilhões.

2. O número de pedidos foi de 17,6 milhões

Para chegar a este total, 17,6 milhões de pedidos foram feitos em lojas online. Este volume foi 16% mais alto que o registrado no ano anterior.

Ao lado do crescimento do número de pedidos, o tíquete médio de compras também cresceu. No Natal de 2015, os consumidores gastaram cerca de 8,4% a mais que em 2014, registrando um tíquete médio de R$ 420,08.

3. 9,3 milhões de pessoas compraram online

Mais de 9 milhões de pessoas fizeram suas compras de Natal online em 2015 – um crescimento de 17,2% em relação ao número de e-consumidores em 2014.

O sucesso do evento mostra que o consumidor confia cada vez mais no e-commerce e é um dado importante para o lojista online, mostrando também uma melhoria nas condições de entrega e de organização de campanhas.

4. 13,6% dos consumidores compraram pelo celular

Você já otimizou sua loja para compras mobile? Se a resposta for não, é hora de tomar as providências! Em 2015, 13,6% dos consumidores compraram seus presentes de Natal utilizando celulares ou tablets.

Isso mostra que o mobile commerce vem conquistando cada vez mais espaço. Portanto, preparar sua loja para atender os consumidores que preferem utilizar dispositivos móveis para comprar é fundamental para não perder uma importante parcela de vendas.

5. Eletrodomésticos foi a categoria mais vendida

Mas o que é que os consumidores tanto compram? Entender os produtos mais buscados vai te ajudar a perceber onde concentrar seus esforços nas campanhas de Natal. Em 2015, a categoria mais vendida foi a de Eletrodomésticos, seguida por Moda/Acessórios.

A seguir, você confere as cinco categorias de produtos mais vendidas no Natal 2015 e a participação de cada uma no mercado:

  • Eletrodomésticos – 13,5%
  • Moda/Acessórios – 12,3%
  • Telefonia/Celulares – 11,4%
  • Livros/Assinaturas e Revistas – 10,7%
  • Cosméticos e Perfumaria/Cuidados Pessoais/Saúde – 9,8%

Prepare-se para atender os consumidores neste Natal e boas vendas!

Tendências para e-commerce 2017: mobile commerce ?>

Tendências para e-commerce 2017: mobile commerce

Se você ainda não preparou seu e-commerce para receber de forma funcional os consumidores que compram pelo celular, fique alerta! O mobile commerce tem conquistado cada vez mais espaço e é uma forte tendência para 2017.

Representado pelas vendas através de dispositivos móveis como smartphones e tablets, o mobile commerce desperta o interesse dos consumidores pela sua praticidade. Embora este já seja um setor que tem se destacado no varejo online, a expectativa é de que os dados cresçam em grande escala no próximo ano.

Segundo a empresa norte-americana de pesquisa em tecnologia Gartner, a receita gerada por mobile commerce em 2017 deve crescer pelo menos 50% nos Estados Unidos. Além disso, a previsão da empresa é de que a contribuição exclusiva de compras via smartphones e tablets gere para o comércio eletrônico mais de US$ 2 bilhões.

E esta não é uma tendência que ganha força apenas nos Estados Unidos: o mobile commerce conquista adeptos no mundo todo, inclusive no Brasil.

De acordo com o último relatório Webshoppers, da E-bit/Buscapé, 53,1% dos consumidores consideram que a loja ter um site preparado para compras mobile é um fator de grande importância para o aumento das compras online. Já o número de pessoas que gostariam de contar com um aplicativo da loja para fazer compras é de 32,4%.

Aplicando o mobile commerce em sua loja

Os dados deixam clara a importância do mobile commerce nas compras virtuais, reforçando a necessidade de estar apto a atender essa demanda crescente. Portanto, é hora de investir em melhorias para se adequar a esta grande tendência em 2017! Confira nossas dicas:

1. Invista em design responsivo e usabilidade. Seu site precisa ter uma apresentação agradável tanto no computador quanto em celulares e tablets. Faça as adequações necessárias na interface, tornando-a simples de utilizar em diferentes tamanhos de tela para que o consumidor consiga navegar com facilidade.

2. Pense na criação de um aplicativo exclusivo. Alguns de seus clientes podem adorar a comodidade de instalar um app da sua loja para comprar com praticidade em seu dispositivo mobile. Estude a demanda e pense em oferecer este recurso.

3. Diminua o preenchimento de dados no check out. Deixe as compras mais rápidas e práticas para deixar a experiência de compra mobile mais agradável. Reduza as informações solicitadas no check out para o indispensável e ofereça a possibilidade de guardar dados de cartão de crédito para agilizar o processo.

Confira outra grande tendência para o e-commerce em 2017: a entrega sob demanda!

Black Friday: cases de sucesso para inspirar suas vendas ?>

Black Friday: cases de sucesso para inspirar suas vendas

O momento pelo qual lojistas e consumidores tanto esperam chegou: a Black Friday acontece amanhã e promete movimentar as vendas em todo o setor do e-commerce.

Agora, suas promoções e estratégias já devem estar traçadas e prontas para serem colocadas em prática. Para inspirar suas vendas no grande dia, conheça alguns cases de sucesso de 2015 e comece seu dia com dedicação total para alcançar bons resultados!

Amazon

Em 2015, as vendas de Black Friday da Amazon bateram o recorde da empresa. Segundo a Slice Intelligence, a Amazon foi responsável por 35,7% das compras em todo o e-commerce nos Estados Unidos.

A empresa, que apostou na venda de seus aparelhos próprios, anunciou que o final de semana de promoções resultou em seu melhor desempenho de todos os tempos, contabilizando milhões de dispositivos vendidos.

Amazon Marketplace

No Reino Unido, a empresa também foi recordista. A Amazon UK anunciou que a Black Friday 2015 foi seu dia mais movimentado até então, com mais de 7,4 milhões de itens pedidos.

Segundo a empresa, as vendas dos sellers que fazem parte de seu sistema de marketplace tiveram grande impacto no resultado do evento. No comunicado oficial, a Amazon UK afirma que pequenos e médios lojistas tiveram um ótimo desempenho, somando milhões de pedidos recebidos.

Centenas de lojistas participavam do evento no marketplace pela primeira vez e já alcançaram grandes resultados, como a Inside Out Toys, a The Body Source e a iQualTech, que emplacaram produtos na lista de mais vendidos.

eBay

Em 2015, o eBay apostou em um produto novo para as vendas de Black Friday e Cyber Monday: o hoverboard, um moderno aparelho de transporte no qual é possível controlar tudo com o movimento do próprio corpo. A estratégia foi bem sucedida. Segundo a empresa, o volume de vendas chegou a ser de dois hoverboards por minuto no dia de Ação de Graças.

No resultado final, o ChannelAdvisor apurou que as vendas do eBay subiram 7% na Cyber Monday e 1,5% na Black Friday, em comparação com as vendas de 2014. Além disso, o eBay foi o lojista mais comentado nas redes sociais.

Vale pontuar que nos Estados Unidos, país em que a Black Friday é uma forte tradição, as vendas do e-commerce superaram (e muito!) as vendas das lojas físicas. Enquanto nas lojas as vendas caíram, no comércio eletrônico o faturamento da Black Friday e da Cyber Monday ultrapassou os US$ 5 bilhões.

Aproveite a tendência para impulsionar seu desempenho nas plataformas virtuais! Revise seus preparativos com nossas dicas rápidas e práticas:

cta-assista-aos-videos-do-pitstop-anymarket

3 dicas para planejar uma campanha de Natal no e-commerce ?>

3 dicas para planejar uma campanha de Natal no e-commerce

Todo ano é a mesma coisa: com a proximidade de dezembro, lojas e casas começam a tirar do armário as decorações natalinas. O e-commerce não pode ficar para trás na preparação; já é hora de começar a planejar a campanha de Natal.

O final de ano é uma época intensa para varejistas. Black Friday e Natal representam as maiores vendas de todo o ano no comércio eletrônico e é preciso estar preparado para absorver a demanda e atrair consumidores durante esses eventos.

Para te ajudar nesta tarefa, confira três dicas indispensáveis para planejar uma campanha de Natal eficiente!

1. Cuidado com o prazo de entrega

A entrega deve ser prioridade no planejamento da campanha de Natal. Afinal, muitos consumidores estão em busca de itens para presentear e é preciso dar conta de entregar os pedidos antes do feriado.

Não deixe de conferir suas estratégias e condições de frete e logística para esta época. Pense na possibilidade de ampliar sua equipe de preparação de pedidos e em formar novas parcerias para entrega.

Não prometa prazos que você não será capaz de cumprir! Uma boa dica é apurar qual a data limite para comprar e receber o pedido antes do Natal. Assim você consegue oferecer prazos reais e seguros, além de poder utilizar esta data como um apelo de vendas para os consumidores.

2. Aposte em ações promocionais diferentes

Enquanto na Black Friday o principal foco é o preço baixo, no Natal é possível trabalhar com outros tipos de ações promocionais além dos descontos.

O Natal é uma ótima oportunidade de conquistar e fidelizar clientes. Aproveite para oferecer cupons especiais, trabalhe com a oferta de frete grátis para incentivar o aumento do tíquete médio, aposte no oferecimento de brindes e explore seus diferenciais e elementos que agregam valor ao produto.

3. Capriche na comunicação

Divulgação é tudo! Não deixe de trabalhar bem a comunicação da sua campanha de Natal nas redes sociais, através de e-mail marketing e investindo em anúncios pagos. Mostre aos consumidores quais são as novidades, fale das suas promoções e deixe claro as condições e prazos de entrega.

Criar um visual de acordo com a temática de Natal também é algo que deve ser planejado. Assim o reconhecimento da campanha é imediato e os consumidores conseguem se localizar melhor na hora de comprar.

Vale lembrar que no Natal, ainda mais que em outras épocas do ano, o consumidor estará em busca de lojas confiáveis e reconhecidas para fazer suas compras. Portanto, se você ainda não vende em marketplaces, não perca tempo! Clique aqui e confira as vantagens de investir nessas plataformas.

Tendências para e-commerce 2017: entrega sob demanda ?>

Tendências para e-commerce 2017: entrega sob demanda

Com o final do ano se aproximando, é comum começar a criar expectativas para o ano que vem. Para te ajudar a entender o que deve bombar no próximo ano, traremos as principais tendências do e-commerce para 2017!

Neste post trataremos de uma tendência que já vem sendo observada nos Estados Unidos e tem tudo para ganhar força no e-commerce mundial: a oferta de entrega sob demanda.

A entrega sob demanda ficou mais popular com a Amazon Prime, que oferece um serviço que possibilita a entrega das compras no mesmo dia do pedido. Este tipo de entrega extingue o que é uma das principais diferenças entre as lojas online e as lojas físicas: o período de espera entre a compra e o recebimento do produto.

Outra grande vantagem da entrega sob demanda é possibilitar que o consumidor escolha um dia ou horário para que seu pedido seja entregue, agendando conforme sua disponibilidade e conveniência.

Oferecer facilidades de entrega é um grande atrativo para os consumidores. E, embora seja necessário que a empresa invista em estratégias de logística para implantar serviços como esses, as recompensas prometem ser valiosas. Segundo uma pesquisa da Business Insider, cerca de 30% dos consumidores declaram estar dispostos a pagar mais para receber suas compras no mesmo dia ou em data agendada, o que mostra a força da tendência.

Aplicando a entrega sob demanda em seu e-commerce

Ficou interessado nesta estratégia e deseja adotar a tendência em 2017? Confira algumas dicas para preparar seu e-commerce e implantar a entrega sob demanda!

1. Garanta estrutura antes de se comprometer com prazos. Prometer a entrega de um pedido no mesmo dia da compra não é tão simples. Para conseguir colocar esta ideia em prática é preciso contar com um serviço de logística eficiente e uma equipe bastante ágil.

2. Ofereça o serviço para localidades próximas. Pode não ser possível oferecer a entrega sob demanda para todo o território logo de cara. Por isso, começar trabalhando apenas com este serviço em sua cidade e cidades da região é uma ótima solução para seguir a tendência.

3. Faça parcerias. Procure parceiros logísticos eficientes e de confiança para conseguir oferecer o serviço, negociando preços e condições.

4. Ofereça mais de uma opção de entrega. O serviço sob demanda é naturalmente mais caro que uma entrega tradicional, com prazos comuns. Isso significa que nem todos os seus clientes podem se interessar pela comodidade. Portanto, não deixe de oferecer diferentes tipos de entrega para não perder vendas.

5. Conte a novidade a seus clientes. Este tipo de serviço só faz sentido se seus clientes souberem que a possibilidade existe, então, não deixe de passar a informação.

Com o Hub ANYMARKET você consegue personalizar suas estratégias de frete nos marketplaces de acordo com região, produto, categoria ou tipo de entrega. Veja como a ferramenta pode ajudar o seu e-commerce: solicite uma demonstração gratuita!

CTA-MARKETPLACE-DEMONSTRACAO-ANYMARKET

Cyber Monday: 7 dicas para aproveitar o evento ?>

Cyber Monday: 7 dicas para aproveitar o evento

Se o seu desejo é continuar com vendas potencializadas depois da passagem da Black Friday, apostar na Cyber Monday pode ser uma ótima alternativa.

Apesar de ser menos popular que a Black Friday, a Cyber Monday é uma excelente oportunidade para continuar com as vendas aquecidas depois da sexta-feira de promoções. A Cyber Monday acontece sempre na segunda-feira seguinte à Black Friday e, neste ano, a data está marcada para o dia 28 de novembro.

Para te ajudar a aproveitar o evento e impulsionar suas vendas, apresentamos dicas e estratégias que podem contribuir para o sucesso da segunda-feira. Confira!

1. Conheça o potencial de vendas

Ainda que você já conheça o potencial de vendas da Black Friday é importante estar atualizado quanto aos dados da Cyber Monday.

No Brasil, o evento acontece desde 2012 e já alcança resultados muito positivos. Em 2015, só na segunda-feira foram realizados 679 mil pedidos, com tíquete médio de R$ 433. No total, o resultado de vendas da data foi de R$ 294 milhões – número 56% maior que o registrado em 2014.

As categorias de produtos que receberam maior volume de pedidos foram Eletrodomésticos (13%), Moda/Acessórios (12,8%) e Telefonia/Celulares (12,5%).

2. Faça a conferência do estoque

Em épocas de promoções e alta demanda, o controle do estoque deve ser feito com atenção redobrada para evitar confusões e dores de cabeça no futuro. Portanto, conferir o estoque depois da Black Friday é fundamental para uma Cyber Monday eficiente.

Certifique-se de que os produtos que você pretende ofertar na segunda-feira estão com disponibilidade suficiente e verifique se tudo está atualizado conforme os pedidos feitos no final de semana. Depois da conferência, pode ser necessário fazer ajustes nas promoções que já haviam sido planejadas, então, prepare-se para essa possibilidade.

3. Crie estratégias para convencer quem não comprou na Black Friday

Essa é a oportunidade perfeita para convencer o cliente que não concluiu um pedido na Black Friday! Trabalhe o envio de e-mails para recuperar carrinhos abandonados e mostrar a essas pessoas que as promoções continuam.

4. Ofereça vantagens para quem comprou na Black Friday

Os consumidores que já fecharam pedidos na Black Friday também podem render novas vendas para sua loja. Além disso, você pode usar o evento para fidelizar clientes, incentivando a recompra, oferecendo valor e atendimento de qualidade.

Aproveite para enviar vantagens exclusivas a estes clientes: cupons de desconto, promoções especiais, frete grátis. Trabalhe com a oferta de produtos relacionados ou que complementem o que já foi comprado.

5. Reforce a venda dos produtos de baixo giro

Se tiver disponibilidade de estoque, nada impede que você continue na Cyber Monday com promoções nos mesmos produtos da Black Friday. Assim, você pode reforçar a venda de produtos de baixo giro ou do que não teve um bom desempenho na Black Friday.

Utilize o senso de urgência, indicando que essa será a última chance do consumidor aproveitar os descontos, para incentivar a venda.

6. Aposte em produtos diferentes

A Cyber Monday pode também significar promoções em produtos diferentes dos ofertados na Black Friday, seja por limitações de estoque ou por mudança de estratégia.

Você pode selecionar um produto para fazer uma promoção especial para a data, para que as vendas sejam tão fortes quanto na sexta-feira. Investir em produtos de nicho ou produtos relacionados aos que estavam na promoção na Black Friday também é uma boa pedida para o evento.

7. Repare erros e problemas identificados na Black Friday

Como foi a sua Black Friday? Na Cyber Monday, você tem a chance de otimizar o atendimento e as operações com base na experiência da sexta-feira. Avalie quais foram os problemas que ocorreram e o que funcionou bem para refinar as estratégias na segunda.

Quer dicas para preparar seu e-commerce para vender nos marketplaces na Black Friday e na Cyber Monday? Faça o download do nosso ebook gratuito!

baixe-o-ebook-como-se-preparar-para-a-black-friday-nos-marketplaces