Glossário prático sobre integração com marketplaces ?>

Glossário prático sobre integração com marketplaces

Alguns termos são muito recorrentes quando se fala de integração com marketplaces, e por fazerem parte quase que exclusivamente deste ramo, pode ser difícil saber o significado deles logo de cara. Por isto, fizemos um glossário prático dos termos mais usados quando se fala de integração com marketplaces, para que você se familiarize e entenda bem os conceitos. Confira:

Marketplace

Marketplaces, também conhecidos como shoppings online, são plataformas de e-commerce que reunem vários lojistas, os quais podem oferecer seus produtos para um grande número de consumidores visto a visibilidade e tamanho do Marketplace. O maior exemplo no Brasil é o Mercado Livre. Com o sucesso dos marketplaces, grandes varejistas aderiram a esse modelo de negócio, como Americanas, Submarino e Ponto Frio. Também existem os marketplaces de nicho, especializados em um tipo de produto. Alguns exemplos são Solidarium e Elo7, marketplaces específicos para produtos feito a mão.

ERP

ERP é a abreviação para o termo em inglês Enterprise Resource Planning, ou seja, sistemas de gestão empresarial. O ERP nada mais é que um sistema, um software, que integra todos as operações de uma empresa (como faturamento, balança contábil, compras, fluxo de caixa, estoque, contas a receber, etc.) em uma única plataforma para uma gestão mais eficiente e rápida.

Hub e Integração

O Hub é uma ferramenta que integra o seu sistema ERP com o de diversos Marketplaces ao mesmo tempo, centralizando a gestão das informações de todos os marketplaces que o e-commerce está presente em uma só ferramenta. Desta forma, o Hub trafega imagens, descrições, especificações e atributos de um sistema para o outro, minimizando os erros de registro de dados, diminuindo o trabalho operacional e gerando relatórios inteligentes. A este elo entre o Marketplace e o e-commerce feito através do Hub damos o nome de integração.

Por meio da integração entre produtos, estoque, vendas e envio com ERPs de mercado, você cadastra seu anúncio uma só vez e seu produto fica disponível em todos os marketplaces integrados pelo Hub que você selecionar. Desta forma, seus dados de venda são atualizados automaticamente e seu estoque é sincronizado em todos os marketplaces, gerenciando automaticamente a retirada de cada anúncio assim que o estoque chegar ao fim. A gestão de seus anúncios e produtos é facilitada devido à possibilidade de acesso de todas as informações de venda em um só local de modo intuitivo, por meio de gráficos e relatórios. Além disso, você centraliza os dados de entrega de todos os produtos para que o acompanhamento dos pedidos seja facilitado e gere a satisfação que você deseja para o seu consumidor.

Precificação

Quando se fala sobre precificação faz-se referência à estratégia de preços em e-commerces e marketplaces e aos modelos adotados. Existem dois tipos de precificação: a dinâmica e a inteligente. Ambas são baseadas em estratégias para vendas e realizadas por profissionais especializados, que traçam metas e objetivos a serem atingidos com o monitoramento dos preços. A precificação é então a maneira que (a partir de determinada base) você monitora e altera os preços.

SKUs

O SKU, do inglês Stock Keeping Unit, é o identificador único de cada tipo de produto, um código utilizado para controle de estoque. Ou seja, cada modelo de produto conta como um SKU, sendo a variedade de produtos únicos que sua marca possui o número de SKUs que ela possui. Alguns marketplaces exigem uma quantidade mínima de SKUs, ou seja, uma quantidade mínima de tipos de produtos para que seja possível garantir variedade suficiente para os consumidores.

Pronto, agora que você já conhece os principais termos sobre a integração do e-commerce com marketplace:

 

ctaBaixeEbook

Compartilhe esse artigo:

Comentários

comentarios

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *