Estamos vivendo uma nova década, e nela já temos a comprovação de que o formato de consumo tem se transformado nos últimos anos para a forma menos presencial, ou seja, através do e-commerce. A expectativa para o ano 2020, com relação ao consumo através de e-commerce, é que os números continuem crescendo, incorporando cada vez mais tecnologia no nosso dia a dia.

A experiência do usuário será cada vez mais importante tornando a barreira entre os mundo virtual e físico cada vez menores. A estimativa é que os marketplaces sejam responsáveis por 40% do mercado de varejo.

Como utilizar os marketplaces da melhor forma? 

Atualmente o número de marketplaces que sua loja estiver vendendo dita as suas vendas e retorna em resultado positivo para o seu negócio. Não basta estar apenas em um canal de vendas, é preciso estar em diversos formatos para poder ir ao encontro do que busca o consumidor do nosso tempo.

Os marketplaces são plataformas de venda online, que faturam através de comissões sobre as vendas dos lojistas. Eles oferecem benefícios ao varejista online como por exemplo a facilidade de encontrar um grande público para a compra de seus produtos.

O modelo de venda vem crescendo no Brasil e no mundo, já representando uma fatia significativa do e-commerce. A tendência é crescer cada vez mais, já que os consumidores procuram o marketplace de sua confiança para efetuar suas compras com recorrência. Além do mais, os marketplaces são vantajosos, tanto para quem compra, quanto para quem vende, facilitando a procura e a oferta de produtos.  

Principais benefícios em vender em marketplaces 

A audiência, a redução de custos e maior retorno nas vendas. Estes são os principais benefícios em estar presente em marketplaces. A audiência que um marketplace tem a loja virtual sozinha pode demorar muitos anos para ganhar, pois isso, começar as vendas em um marketplace é sempre importante.

Outro fator importante é a redução dos custos que vêm principalmente no quesito publicidade. Quando seus produtos estão em um mercado com grande audiência, como é o caso dos marketplaces, o gasto em publicidade também acaba diminuindo. O local já é uma vitrine por si só para o seu negócio, e em troca o lojista paga uma comissão sobre as vendas efetivadas. Quanto maior a audiência, mais o público que você deseja estará disposto a comprar o seu produto. Por isso vale analisar quais marketplaces estar presente, levando em conta o seu nicho de mercado para estar onde o consumidor do seu produto vai comprar.

Dicas para vender mais 

Algumas estratégias são interessantes para efetivar ainda mais vendas através de marketplaces.

  1. Frete grátis: essa é uma dica importante mas é preciso analisar os números da operação para ver se será viável para o seu negócio. Benefícios como frete grátis deixam o consumidor mais propenso para a compra e torna seu produto mais competitivo perante o mesmo produto de uma loja que tem custo de entrega. Outra opção interessante pode ser o comprar na site e retirar na loja, quando houve essa opção. Os motivos que levam o consumidor a preferir este formato é justamente o fato de não precisar pagar valor de frete, e também a instantaneidade em poder ter o produto de forma mais rápida.
  2. Organizar os processos: gerenciar um negócio no e-commerce também envolve muito processo de gestão interna. Manter os processos organizados é fundamental para melhorar a experiência do consumidor e manter seu estoque, caixa e entrega organizados. Para isso, é fundamental a utilização de um sistema de gestão como o Bling, que é pensado para negócios de e-commerce e mantém seu sistema financeiro integrado às vendas e a entrega. Isso faz com que o registro de tudo o que acontece no seu negócio tenha uma única central de informações, mesmo que a sua loja venda em inúmeros marketplaces o gerenciamento será unificado. Esse processo, além de otimizar tempo, faz com que a gestão seja mais eficiente e simplificada. O ERP é um aliado para operacionalizar os serviços relacionados ao e-commerce de forma integrada com todas as frentes de atuações.
  3. Integrar as diferentes plataformas: Criar um negócio unificado pensando sempre na experiência do consumidor passa por integrar as diferentes plataformas utilizadas. Isso cria um negócio unificado e com mais oportunidades de vendas. Além disso também é importante pois colabora para a organização do negócio como um todo, incluindo a expansão digital, a otimização de tempo de gestão e a exploração de diferentes oportunidades comerciais.

Portanto, principalmente quem trabalha no meio online, como é o caso do e-commerce, não pode estar alheio às tendências e modificações do comportamento do consumidor atual. O mercado quer novidades constantes e o consumidor é quem dita as regras nesse sentido, buscando facilidades de compra, agilidade na entrega e modernidade nos processos.

 

Compartilhe esse artigo:

Comentários

comentarios