ATENÇÃO: AS REGRAS DOS MARKETPLACES NA BLACK FRIDAY 2016 PODEM VOLTAR ?>

ATENÇÃO: AS REGRAS DOS MARKETPLACES NA BLACK FRIDAY 2016 PODEM VOLTAR

Se você atua em marketplaces como Netshoes, Dafiti, Mercado Livre, Walmart, B2W e Via Varejo (Cnova), sabe que existe um conjunto de regras (que variam entre cada marketplace) para grandes promoções como a Black Friday. Na edição de 2016, regras rígidas sobre precificação foram divulgadas já bem próximo ao evento, surpreendendo até mesmo os lojistas mais preparados.

Não importa se você vai participar do evento pela primeira vez, se já é um General do assunto ou mesmo se não quer vender na Black Friday: as regras podem afetar todos os lojistas em até 60 dias.

Então fique atento com antecedência às regras que tem grande chance de retornarem esse ano!

Via Varejo (Cnova):

Em 2016, a Via Varejo (Cnova) desabilitou qualquer alteração de preço a partir do meio dia na véspera da Black Friday. Sim, isso significa que não foi possível sequer diminuir os preços nesse período!

Também foi necessário atualizar a planilha de frete diretamente no portal da Via Varejo (Cnova).

B2W:

Os marketplaces que formam a B2W também foram severos quando se trata de precificação: os preços de todas as lojas foram configurados automaticamente para o menor preço dos últimos 60 dias, impossibilitando alteração. Portanto, quem não podia praticar um preço mais baixo que o ofertado nos últimos dois meses devia pausar seus anúncios.

A partir do meio dia da véspera da Black Friday, só puderam ser realizadas alterações de preço para menor valor.

Foi proibido também:

  • Deixar de responder as solicitações do SAC durante todo o evento;
  • Manipular preço de frete;
  • Entregar após o prazo informado no site;
  • Vender sem ter o estoque;
  • Anunciar com preço mais barato no seu site em relação ao preço na B2W.

Vale ressaltar que, na B2W, se você tiver muitas pendências poderá ser desligado durante o evento.

Walmart:

O Walmart também anunciou apenas os melhores preços dos últimos 60 dias. Quem não queria participar precisou zerar o estoque. Do contrário, o preço seria alterado automaticamente para o menor preço desse período.

Mercado Livre:

Sua única restrição foi de não permitir que lojistas subissem os preços.

Dafiti:

A Dafiti não fez restrições, mas recomendou que os lojistas não praticassem a chamada “Black Fraude”, ou seja, nada de aumentar os preços e depois colocar descontos para apenas passar a impressão de praticar um preço especial.

Entretanto, durante todo o mês de novembro existiram algumas regras para participar de campanhas de Marketing.

Campanhas de Desconto

O percentual mínimo de desconto ofertado foi de 25%. Sendo que quanto maior o percentual, maior a relevância e o resultado em vendas.

Campanhas de Preços

Para participar de campanhas do tipo “Vestidos a partir de R$ 29,90”, foi obrigatório que o produto tivesse o preço mínimo exigido. A Dafiti recomendou que os lojistas ofertassem o menor preço ou desconto possível para estarem bem posicionados.

Netshoes:

Preços em geral tiveram de ser menores que os praticados em outubro.

Para ganhar o selo Black Friday na Netshoes, foi necessário que o preço fosse menor que o praticado nos 90 dias anteriores à Black Friday. Também foi obrigatório que o percentual de descontos fosse acima de 20%.

O desconto mínimo em relação ao preço praticado foi de R$ 5,00.

Precisa de ajuda?

As regras envolvem um grande planejamento que deve começar agora. Nosso Ebook gratuito reúne dicas incríveis sobre toda a preparação para vencer essa batalha que é a Black Friday!

Compartilhe esse artigo:

Comentários

comentarios

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *