Olhando de forma macro para o comércio online, a Black Friday 2019 foi um sucesso. 

Estima-se que o crescimento foi de +23%, veja a baixo os números do Ebit|Nielsen: 

Importante ressaltar que o E-commerce brasileiro vem de uma crescente contínua ano a ano, mas a pesquisa é direcionada para a data do evento, mostrando que em um comparativo com o último ano, as vendas cresceram expressivamente, seguindo a tendência do mercado e até superando expectativas, contradizendo quem ainda pensa que estamos enfrentando uma crise econômica no País. 

Hora de mudanças de Mindset, e olhar para frente, passamos por momentos delicados não só na economia, mas também política. Coisas que agora, precisam ficar para traz, para que possamos iniciar o ano de 2020 com o planejamento estratégico muito bem definido e focar em crescimento, receita, estrutura e vendas! 

Outro ponto forte dessa Black Friday 2019 foi a utilização do mobile para as compras online, com +50% dos pedidos sendo de origem mobile. Também analisado pelo Ebit como mostra a imagem: 

O Brasil é muito grande, basta você trabalhar com tabelas de frete para entender isso, quantas faixas de CEPs temos no País e ainda temos como desafio atender todo o território nacional, com eficiência e qualidade, quando se fala de comércio online. 

Outro gráfico que chama bastante a atenção é o faturamento por regiões do Brasil, onde tivemos crescimento em todas as regiões, mesmo que com participações menores quando se comparado ao Sudeste. As demais regiões além do crescimento em faturamento, tiveram um crescimento do volume de pedidos, que foi maior que do próprio Sudeste. 

Ou seja, reforça como o E-commerce brasileiro vem amadurecendo e os esforços estão surtindo efeitos, a tão falada democratização do E-commerce está acontecendo! 

Imagens valem mais que mil palavras… 

Para fechar o tema, a pesquisa também trouxe um levantamento estimado de quantos novos consumidores digitais tivemos nessa Black Friday 2019, mostrando que o nível de confiança do consumidor vem crescendo a cada ano. 

Apesar de que, o evento ainda ter reflexo durante boa parte do mês de dezembro, e se soma a outras datas importantes do varejo, como Natal e o Saldão em janeiro, já é a hora de começar a lançar as contas do ano, fazer os inventários e os fechamentos anuais.  

O planejamento para Black Friday 2020 deve estar ‘afinado’ para que se possa iniciar mais um ano, e aproveitar as tendências de crescimento desse mercado digital que está em crescimento acelerado no Brasil. 

Planejamento é tudo! 

Hora de estreitar o relacionamento com seus fornecedores, comemorar com os colaboradores de 2019, organizar a casa e iniciar mais um ano com foco na experiência do cliente e nos preços e condições que você poderá oferecer durante todo o ano. Inclusive já pensando em mix de produtos e categorias novas para trabalhar na Black Friday de 2020. 

Sobre o autor

Formado em Gestão Comercial pela UNIFAJ, com especialização em Omni Channel para o Varejo pela VTEX – The True Cloud Commerce Platform.

Leandro Ratz é responsável pelo sucesso dos clientes no ANYMARKET, maior Hub de integração com marketplaces na América Latina.

Compartilhe esse artigo: