“A tendência é efetivamente do consumidor omnichannel”, afirma Gleidys Salvanha, diretora do Google Brasil

Com a Black Friday se aproximando, grandes estudos estão surgindo sobre o comportamento do consumidor. Uma delas é a pesquisa realizada pela Provokers para o Google, que consultou 1.500 pessoas de todo o Brasil para descobrir as três tendências de consumo para a Black Friday de 2019.

Vamos ver o que mais 2019 vai trazer para as suas vendas:

É a vez da Black Friday omnichannel

A compra multicanal chegou à Black Friday com força em 2019. Segundo a pesquisa, essa modalidade representará 25% do total de compras deste ano. Em 2018, apenas 7% das compras foram feitas em multicanal.

“Estamos bem surpresos e felizes com esse dado. Já falamos sobre o equilíbrio entre o online e o offline, e a tendência é efetivamente do consumidor omnichannel”, afirma Gleidys Salvanha, diretora de negócios para varejo do Google Brasil.

Outro dado interessante é que apenas 27% dos consumidores decidem comprar na hora em que estão na loja. Por outro lado, 74% dos consumidores chegam à loja com uma ideia do que procuram ou até mesmo com intenção de comprar em determinado lugar.

Outra tendência da omicanalidade é comprar online e retirar na loja física. Mesmo para aqueles que realizam a compra pela internet, as lojas físicas ficam cada vez mais importantes.

Durante a Black Friday, 39% dos brasileiros consideram essa opção como muito importante na decisão de compra. A pesquisa mostra ainda que 24% dos consumidores espera usar esse recurso em 2019.

Para o consumidor, essa modalidade elimina o custo de frete e o tempo de entrega, um dos grandes problemas no período de compras da Black Friday.

Para os vendedores, é uma chance de vender outros produtos e serviços. “As empresas já perceberam que o consumidor compra em diversos canais e estão se preparando para atendê-lo”, diz Salvanha.

Uma das iniciativas do Google para expandir a multicanalidade de uma loja é mostrar o estoque das lojas físicas em uma pesquisa feita pelo Google shopping, canal de compras do buscador.

Quando um varejista faz a integração de seus estoques das lojas físicas com os sistemas do Google, pode até oferecer promoções mais assertivas para os consumidores, sobre um produto que está em uma loja próxima.

Além disso, a expansão da Black Friday no meio físico pode impulsionar o crescimento do feriado. O comércio eletrônico no Brasil ainda é responsável por uma fatia muito pequena das vendas totais, de menos de 5%. Então, com uma chegada mais forte da Black Friday no meio físico, o potencial de crescimento é ainda maior.

Todos amam aplicativos

Você sabia que o Brasil é um dos países que mais usa aplicativos de vendas? A Provokers concluiu que 57% dos consumidores brasileiros já compram por apps de marketplaces.

A pesquisa mostra que 36% do público pretende usar esse canal durante a Black Friday.

E você? Já vende em algum marketplace que vende por aplicativo? Esse pode ser um detalhe de peso na escolha dos seus canais de venda!

A corrida pela experiência continua

A experiência de compra é um assunto falado durante o ano inteiro, e na Black Friday não poderia ser diferente. A pesquisa aponta que 54% dos respondentes decidem a compra com base na confiança e nível do serviço prestado.

Pois é, o nome da loja influencia mais do que a confiança na marca do produto. Sobre isso, apenas 13% decidem com base no quanto podem confiar no produto.

E a experiência da entrega? Achou que ficaria de fora? A Provokers divulgou que 10% dos entrevistados escolhem a compra pela opção de ter o frete grátis. Quanto ao tempo de entrega, 4% dos consumidores compram com base nessa espera.

Os benefícios no pagamento também ganham relevância para a Black Friday de 2019, assim como os cupons de descontos. Em relação à forma de pagamento, 11% decidem fechar a compra pela possibilidade de parcelá-la.

Apesar do crescente interesse por cashback, apenas 23% dos consumidores online diz saber o que é isso, e 60% deles de fato mostra conhecimento.

Conclusão

Em 2019, o consumidor busca por praticidade! O público quer comprar sem sair de casa, porém buscar para não precisar esperar ou lidar com o frete. De preferência, por meio de um app de um marketplace de nome, que passe verdadeira confiança!

Com todas essas oportunidades de encantar o consumidor e vender muito na Black Friday, conte com uma plataforma de integração que traga robustez e estabilidade para suas vendas.

Continue de olho do Blog do ANY para mais artigos sobre a Black Friday que vem aí!

Compartilhe esse artigo:

Comentários

comentarios