Blog

Por que investir na região Nordeste do país no e-commerce?

29 de agosto de 2019 | Nenhum comentário

Se fosse fácil, todos estariam fazendo… Mas esse artigo não será sobre ser fácil ou difícil atender bem o consumidor online da região nordeste do nosso Brasil.

O objetivo é mostrar a grande oportunidade que existe por traz de uma região ainda com baixo investimento no comércio online, porém com potencial de crescimento acima das demais regiões do nosso país nos próximos anos. 

Por meio dos números e dados sobre vendas online no Brasil, principalmente para essa região, você poderá gerar vários insights para começar a trabalhar a experiência do cliente nessa região do Brasil, e melhor: começar a investir mais em tecnologia, logística e infra de forma geral para atender cada vez melhor esse público, principalmente no e-commerce. 

O e-commerce teve crescimento de 12% no último semestre conforme mostra os dados do Ebit|Nielsen no último Webshoppers 40º, e já vem registrando um crescimento bastante acelerado ano a ano. Porém, o destaque ainda é a região Sudeste, que detém aproximadamente 57% do consumo online no país. 

Agora você pode ouvir esse artigo! Aproveite o player abaixo para conferir a leitura do conteúdo:

O crescimento do e-commerce no Nordeste

Gráfico do Webshoppers sobre o volume de vendas online no primeiro semestre

Com uma representatividade alta no e-commerce brasileiro, a região Sudeste registrou um crescimento de 6% em 2018 comparado ao mesmo período de 2017. 

Porém o grande destaque desse último levantamento é a região Nordeste do Brasil. 

O Nordeste registrou em 2018 um faturamento de R$ +7 bilhões, alcançando uma representatividade no comércio online de 13,2% e o maior crescimento comparado a todas as demais regiões do país. Totalizando +27% em crescimento comparado ao mesmo período de 2017. 

Gráfico da Ebit mostrando que o Nordeste é a região que mais cresce em 2018

Analisando números dos anos anteriores, nós podemos concluir que a região Nordeste teve uma alta evolução no desenvolvimento do e-commerce. É um mercado potencial tanto para os grandes varejistas com atuação no digital, quanto para médias e pequenas empresas que atuam no comércio online no Brasil. 

A participação do e-commerce na região Nordeste era de 10,3% em 2016 e subiu para 10,9% no ano seguinte em 2017. Saltando então para 13,2% em 2018

Regiões geográficas e o mapa de compra do e-commerce

Em faturamento, já no 1S19 (1º semestre de 2019), a região já registra R$ 3,3 bilhões em faturamento e um crescimento de 2% nessa primeira metade do ano, em que as vendas no online costumam ser menores comparado a segunda metade do ano, onde temos datas sazonais como o Dia dos Pais, Semana do Brasil, Black Friday e Natal

Conclusão

A região Nordeste do país definitivamente é uma região forte no consumo do Brasil, isso é um incentivo para que empresas de todos os setores, e não apenas do e-commerce, façam investimentos e busquem alcançar cada vez mais esse público. 

É mais evidente ainda quando vemos empresas como o Magazine Luiza investindo em pontos físicos nessas regiões do Brasil, como o Norte e o Nordeste. Com o objetivo de alcançar mais volumes de vendas e otimizar as entregas que ainda é um dos maiores desafios para o e-commerce brasileiro. 

Quem sair na frente, sem dúvida, terá os benefícios de fidelizar a região e ganhar a confiança desse consumidor, além de surfar junto aos números crescentes das vendas do e-commerce nordestino. 

Sobre o autor

Leandro Ratz é responsável pelo sucesso dos clientes no ANYMARKET.

Com experiência no varejo, e-commerce e marketplace, tem atuação direta em grandes lojistas e como consultor de marketplace para grandes marcas.

Formado em Gestão Comercial pela UNIFAJ – Faculdade de Jaguariúna, em São Paulo – possui especialização em Omnichannel para varejo pela VTEX.

Compartilhe esse artigo:

Comentários

comentarios