Centralizar operação de e-commerce é uma tarefa que vem ganhando cada vez mais interesse dos sellers. O mercado de e-commerce possui, há cada ano que passa, mais soluções disponíveis para otimizar a operação dos lojistas em sua loja virtual ou em marketplaces. Estão soluções vão desde soluções de pagamentos, TMS, canais de marketplace, soluções de precificação, conciliação, entre tantas outras!

Para que todas estas ferramentas trabalhem em harmonia, existe um grande desafio que é escolher um stack de ferramentas que converse! Ou utilizar plataformas de iPaaS para criar conectores com todas!

Tudo é possível, a grande questão é: qual a maturidade do seu negócio? O quanto você precisa de fato de todas estas soluções conectadas e aonde irá centralizar sua operação?

Como pensar em centralizar operação de e-commerce

Hoje, quando falamos em centralizar uma operação de e-commerce, sempre pensamos no ERP, afinal é por lá que nasce toda regra fiscal, estoque e catalogação dos produtos. Porém essa regra vem se desfazendo cada ano, devido a necessidade de conectores e soluções complementas no seu stack, e muitas empresas começam centralizar sua operação no próprio e-commerce.

De fato, pelas plataformas de e-commerce estarem mais digitalizadas que a maioria dos ERPs (opinião própria, claro!), encontramos mais soluções integradas nelas e um catálogo de produtos muito mais rico e estruturado para favorecer as buscas e filtros de e-commerce, e fortalecer o seu SEO.

Legal, mas ai vem a onde de marketplace e cria-se mais um “puxadinho” aonde várias ferramentas especialistas em marketplaces começam se conectar aos integradores, que deixam de ser apenas um “hub” para ser um plataforma de vendas em marketplace, com diversas soluções e recursos para otimizar a operação do seller.

Com isso temos 3 possibilidades.:

  • Operação centralizada no ERP
  • Operação centralizada na plataforma de e-commerce
  • Operação centralizada na plataforma de vendas em marketplace – e é sobre ela que iremos falar hoje!

Vantagens de centralizar operação de e-commerce em plataforma de vendas em marketplaces

 

1 – Performance de filas

 

Hoje uma plataforma de venda em marketplace está preparada para trabalhar com múltiplas filas e inteligência entre elas, o que chamamos de Smart Sync.

Pense no seguinte.: Cada marketplace possui uma “vazão” de pedidos e atualizações de estoque permitido, e caso você coloque todas essas requisições na mesma fila, você pode estar permitindo que uma atualização de produto tome o lugar de uma atualização de estoque zero por exemplo. Ou até mesmo que um produto que tenha 100 unidades de estoque precise ser atualizado em 10 canais, enquanto você possui 1 SKU com apenas 1 unidade disponível e alto risco de ruptura. Com isso, plataformas com a tecnologia Smart Sync irão sempre priorizar o SKU com menor quantidade de estoque.

Centralizando sua operação dentro de uma plataforma de vendas em marketplace, fica mais fácil o gerenciamento de todas essas filas, aumentando sua performance!

 

2 – Disponibilidade da plataforma

 

Hoje algumas empresas possuem um alto volume de vendas em marketplaces (algumas ultrapassando cem mil pedidos mês!). Com isso o fluxo de informações é extremamente alto!

Removendo todo este volume da sua plataforma, você evita sobrecargas em seu e-commerce garantindo sua estabilidade e disponibilidade! Afinal, caso seu e-commerce saia do ar suas vendas também param, com os marketplaces não! Suas vendas continuam ocorrendo normalmente dentro da plataforma de cada marketplace e você terá sempre filas inteligentes (conheça o Smart Sync!) trabalhando para você.

 

3 – Gestão de estoque

 

Agora pense na complexidade de lidar com estoque de mais de 10 canais de venda ao mesmo tempo. Hoje essa é a missão dos ERPs, afinal seu catálogo e regra fiscal sempre irá nascer por lá, mas nem sempre o ERP consegue diferenciar e separar este estoque de forma eficiente, seja por não ter este recurso ou por não receber as informações necessárias do seu integrador (confira os ERPs integrados ao ANYMARKET).

Com isso, um plataforma de venda em marketplace possui recursos para você:

Gerenciar múltiplos CDs

A presença das indústrias e grandes varejistas e cada vez mais forte nos marketplaces, e ter centros de distribuição em localizações estratégicas é uma ferramenta competitiva, mas que precisa estar integrada com seu stack de ferramentas.

Gerenciar estoque mínimo por canal de venda

Nem todos os canais tem a mesma “vazão de requisições” e alguns controlam ou não pedidos pendentes. Com isso, você pode querer trabalhar uma regra de estoque mínimo para cada canal de venda para evitar ruptura.

Gerenciar preferência de estoque por canal de venda

Ou ainda, você pode querer priorizar as vendas em um canal de venda que seu produto tem uma margem mais atrativa por ter um custo de venda mais baixo ou uma aderência maior ao canal.

4 – Catálogo descentralizado de produtos

Quem nunca precisou alterar seu catálogo de produtos para focar em um único canal? Centralizando sua operação em uma plataforma de vendas você evita perder sua relevância de SEO no e-commerce e personaliza seu catálogo para o canal específico, minimizando o retrabalho.

Conclusão

Estas são algumas das vantagens que você pode encontrar centralizando sua operação em uma plataforma de vendas em marketplace. Lembre-se de sempre entender o que faz sentido para sua operação, e se isso irá otimizar tempo, custo e performance.

 

Se quiser saber mais sobre cases de empresas que atuam neste formato, fale conosco 🙂

Rodolfo H.

ANYMARKET

Compartilhe esse artigo: