O catálogo é essencial para que você entre nos marketplaces. Muitos sellers preenchem apenas as informações suficientes para serem aceitos nos marketplaces, e param por aí: acabam não enriquecendo esse cadastro em outro momento.

O enriquecimento do catálogo nos marketplaces é importante pois, dependendo dos atributos e outras formalizações do seu cadastro, o marketplace consegue criar campanhas que selecionam seu produto mais facilmente. Por exemplo: se o marketplace fará uma campanha de produtos vermelhos, mas a cor não está cadastrada nas informações do seu produto, ele ficará de fora.

Por isso, o catálogo é muito importante para a sua estratégia nos marketplaces. Não existe uma estratégia certa, isso depende de cada segmento, de cada nicho. Mas é indispensável entender como criar um catálogo bem estruturado e como funciona o processo em cada canal, pois isso influencia na tomada de decisão dos clientes.

É como o velho ditado: a pressa é inimiga da perfeição. É compreensível que na correria do dia a dia, você cadastre apenas os atributos e características obrigatórias. Porém, para realmente expor seus produtos da melhor forma possível e conquistar mais vendas, é imprescindível se atentar a enriquecer esse catálogo.

Uma das razões da importância de um catálogo bem preenchido é que, no e-commerce e marketplaces, o cliente não tem um atendente para tirar dúvidas. É no catálogo que ele encontrará todas as informações que precisa para concluir a compra. Por isso, quanto mais detalhes, melhor!

Hoje vamos falar sobre como isso pode ser feito.

Como estruturar o processo de catálogo nos marketplaces

Categorias

Em primeiro lugar, é preciso definir as categorias. Os marketplaces possuem árvores de categorias diferentes, por isso, analise a lista dos marketplaces que você já tem interesse de entrar. Verifique também como os seus concorrentes categorizam os produtos e fazem essa divisão, pois isso evitará o retrabalho de mudar suas categorias após publicar o anúncio.

Muita gente subestima as categorias, mas lembre-se: o consumidor nem sempre chega ao produto pesquisando diretamente no Google. Existem também aqueles que entram no marketplace e navegam pelo catálogo. Por isso, não definir bem suas categorias pode significar perda de vendas!

Alguns marketplaces já categorizam seus produtos automaticamente, porém nem sempre essa escolha irá te agradar. É importante fazer uma conferência, pois afinal, ninguém conhece tão bem o seu nicho quanto você.

Título, descrição e demais conteúdos de um anúncio

A maioria dos marketplaces possui um limite de até 60 caracteres para o título. É muito importante não criar o título totalmente em letras maiúsculas, o ideal é ter apenas a primeira letra de cada palavra em maiúsculo. Uma dica é aprender técnicas de SEO para escolher os termos de maiores buscas para estarem nos seus títulos.

Nem todas as informações precisam estar no título, você pode inserir detalhes na descrição. Por exemplo, ao vender um smartphone, você pode inserir no título o modelo, a cor e a marca. Detalhes como memória RAM, tipo de bateria ou entrada USB podem estar na descrição. E detalhe: falando em SEO, “celular” tem muito mais buscas do que “smartphone”. Fique ligado!

Ainda sobre descrição, não tenha medo de ser repetitivo em relação à ficha técnica. Facilite a informação para o consumidor, já que nem sempre ele irá até o fim da página para ler a ficha técnica completa. Uma boa ideia é deixar em tópicos todos os detalhes do produto na descrição.

Fotos dos produtos

A foto é a primeira coisa que aparecerá e chamará a atenção do consumidor. Cada marketplace pede uma resolução máxima de fotos, mas a nossa sugestão é trabalhar com 1000×1000, que é aceita pela maioria dos canais.

Cada segmento tem suas particularidades para fotos. No segmento de decoração, é possível trabalhar com fotos ambientalizadas. Porém, para vender celulares, o fundo deve ser branco. Se você vende calçados na Dafiti, o anúncio só será ativado com fotos do calçado posicionado em 45º com a frente do calçado virada para a esquerda. Percebe como é delicado?

Procure sempre entender muito bem o canal onde será feita a venda.Tire o máximo de fotos possíveis, em vários ângulos e valorizando cada detalhe do produto. É claro que existem marketplaces que aceitam 10 fotos, e outros que aceitam 5. Mas se você tem uma boa quantidade de fotos para poder complementar de acordo o canal, aí sim é o cenário ideal 🙂

Crie cadastros perfeitos para qualquer marketplace

Deu pra ver que cada detalhe de um cadastro é importante e cheio de especificações, né? A gente entende que dá trabalho, mas retorno desse tempo investido é em faturamento para o seu negócio.

Para te ajudar a ter em mãos cada regrinha de cada marketplace, criamos o ebook de cadastro ideal! Ele é totalmente gratuito, e é um material completíssimo para você consultar sempre que precisar enriquecer seu catálogo nos marketplaces.

Para baixar, é só clicar abaixo e deixar seu melhor e-mail para receber esse guia completo do catálogo rico!

Quero anúncios infalíveis nos marketplaces

Compartilhe esse artigo: