De forma simples e resumida, os marketplace de nichos são os canais de vendas que trabalham com categorias definidas ou pré-definidas, e tem limitações quanto a ter um catálogo mais abrangente, com um mix mais diversificado ou que venda praticamente de tudo… 

Exemplos de marketplaces de nicho

Alguns canais de marketplace por exemplo, que ‘são de nicho’:

  •  Leroy Merlin
  • Zattini
  • Connect Parts
  • Camicado

E canais que não são marketplaces de nicho, como por exemplo: 

  • Mercado Livre
  • Amazon
  • Americanas.com. 

Definido o que são os marketplaces de nicho, o principal objetivo dessa leitura é que você entenda porque faz sentido vender em um canal de nicho, ou se simplesmente não faz sentido em relação aos seus objetivos com sua marca. Por meio de alguns insights você, empreendedor, vai tirar sua própria conclusão. 

Vamos começar com os canais ‘nichados‘ e falar quais são, de forma geral, os principais benefícios e também os pontos de atenção se for trabalhar com eles. 

Benefícios dos marketplaces de nicho

Especialização sobre o produto ou serviço: Esses canais podem transparecer maior segurança ao consumidor final, já que são especialistas em certa categoria e oferecem um know-how maior sobre os anúncios e também sobre a experiência do cliente. 

Centralização: Um marketplace de nicho centraliza e facilita a vida do consumidor que busca justamente a facilidade de comprar e comparar preços sobre um item específico.  

Oportunidades: Você basicamente monitora de perto o seu concorrente e fica mais fácil a gestão dentro desses canais. A venda em marketplace está ligada muito mais ao monitoramento do concorrente e a briga na negociação com o fornecedor, do que apenas ter um bom anúncio na vitrine online. 

Pontos de atenção: 

Comissionamento: Justamente por serem especializados, esses canais na maioria das vezes já vendem os produtos relacionados aos que você vai anunciar, é provável que o comissionamento seja maior que dentro dos canais que são generalistas. Isso pode prejudicar na precificação final ao consumidor. 

Exposição dos produtos: Os canais de nicho têm menor visibilidade, obviamente, por trabalhar com apenas algumas categorias em específico. Ou seja, as visitas nesse site provavelmente serão menores que em grandes portais que além das categorias mais diversas, também trabalham com as mesmas que esses canais de nicho oferecem, concorrendo com eles… 

Limitação contratual: Pode acontecer de você trabalhar com itens da linha 1P (venda direta) do marketplace, e por uma questão contratual, você não poder oferecer esse item com preço menor que o próprio marketplace, ou talvez, não seja permitido trabalhar com algumas marcas específicas. 

É importante salientar que o que trouxemos aqui são insights, não são regras de nenhum canal específico, mas que merecem atenção na hora de negociar com o marketplace para expor o seu catálogo junto à vitrine deles. 

Agora, vamos falar brevemente sobre os canais generalistas, aqueles grandes player que vendem de tudo um pouco, ou de tudo literalmente.

Marketplaces generalistas

A grande maioria deles, começaram assim, nichados. Viram o potencial que tinham no negócio e que poderia dar foco ao nicho com o 1P (venda direta), e abrir mais categorias para o 3P (venda de parceiros).

Uma coisa agrega à outra, e hoje temos alguns canais que se transformaram digitalmente e alcançaram grandes empresas que estão a muitos anos no mercado, com um tempo muito menor, investindo em tecnologia para isso.

Volume: Marketplace generalista é volume de vendas, de visitas, de transações, de anúncios e formas de anunciar. Os canais que vendem de tudo são mais abertos a esse tipo de estratégia, assim, poderá ter mais oportunidades ao vender dentro desses grandes players. 

Comissionamento: Geralmente as comissões são menores que os canais de nicho, justamente para atrair mais vendedores e conseguir melhores preços para o consumidor final. 

Modelo de negócio: A quantidade de vendedores parceiros e a quantidade de clientes fidelizados transforma um canal de marketplace em um verdadeiro leque de oportunidades, isso inclui serviços de assistência técnica, serviços financeiros e outras frentes de vendas como agregar também as lojas físicas ao digital. 

Não citei como benefícios ou pontos de atenção, pois cabe interpretação de cada tipo de negócio. Então vale a pena estudar bastante o porquê de entrar nos canais de nicho hoje, dentre algumas dezenas de marketplaces disponíveis,  

E o mais importante, o como você vai trabalhar as estratégias de cada canal, seja ele de nicho ou não. 

Espero ajuda-lo nessa decisão! 

Leandro Ratz é Customer Success Lead no ANYMARKET. maior Hub de integração com marketplaces na América Latina.

Compartilhe esse artigo: