O que você pensa quando vê os seguintes números?

  • Faturamento de R$133 Bilhões em 2018 (aumento de 18% comparado com 2017) no mercado de Digital Commerce;
  • 5,3 milhões de consumidores fizeram sua primeira compra no primeiro semestre de 2019 (18,1% do total no período);
  • 95% dos consumidores que compram on-line utilizam

Se você pensou em um mercado que tem crescido cada vez mais e que é uma tendência, você está correto!

Ok, agora que você sabe sobre esses números, o que vem pela frente?

São várias perguntas sem respostas para as empresas que ainda não estão inseridas nesse mercado. Mas não se preocupe, aqui abordaremos como organizar a sua empresa para iniciar as vendas on-line, tendo como foco a venda no marketplace.

Quando tratamos de nomes como Via Varejo, B2W, Magazine Luiza, MadeiraMadeira e Mercado Livre, estamos tratando de grandes players do mercado, que estão demonstrando estratégias sólidas de crescimento e uma boa alternativa como canal de venda para outras empresas. Mas, como estruturar a sua empresa para aumentar suas vendas utilizando dessas opções?

Confira essas 6 dicas valiosas:

1 – Definição do público-alvo

Começando pelo levantamento de quem é meu cliente, faça algumas perguntas como: Ele está inserido no mundo on-line? Onde consigo encontrá-lo? Ele costuma utilizar mais as redes sociais ou opta por pesquisas diretas no Google? Ou seja, trace o perfil do seu público alvo, levante o máximo de informações que possa contribuir para suas vendas on-line, dessa forma você terá mais assertividade quando estiver em operação

 

2 – Definição da plataforma

Agora que você já passou pela definição do público alvo, agora é o momento de determinar quais marketplaces atendem melhor sua necessidade de venda. Por exemplo, se sua empresa pretende vender móveis, a escolha pelo MadeiraMadeira é mais coerente do que a Kanui, concorda?

Fazendo um levantamento de todos os marketplaces que possam atendê-lo, o próximo passo é entrar em contato para entender como funciona o processo de venda na plataforma e qual é o custo (sabendo que a maioria trabalha com um comissionamento depois da venda ser efetuada). Feita a definição de quais serão as plataformas, você está pronto para a próxima etapa.

 

3 – Seleção da Equipe

Assim como uma loja física, trabalhar com vendas on-line também requer uma equipe. Nesse ponto vale ficar atento a como definir uma equipe, sendo que algumas atividades necessárias são: tirar fotos dos produtos, fazer vídeos, elaborar uma descrição do seu produto, análise de mercado (com ênfase nos concorrentes e tendências de mercado).

Dessa forma, o tamanho da equipe depende do seu planejamento e de quanto sua empresa irá investir nesse novo canal de venda, mas saiba que uma forma de diferenciar seu produto da concorrência, é possuir uma equipe que agregue valor ao seu produto.

 

4 – Escolha dos produtos iniciais:

Como sua empresa está iniciando os trabalhos com as vendas on-line, vá com calma na definição dos produtos a serem vendidos! Nesse ponto vale ressaltar a escolha dos produtos que possuem uma maior aceitação do mercado, ou seja, os produtos mais vendidos.

O momento inicial é primordial para aprender o funcionamento desse novo canal de vendas, testando formas de anúncio, descrições e outros. Então, para que você tenha um feedback mais rápido e constante do seu público, a estratégia é selecionar os produtos com maior giro.

 

5 – Estoque assertivo

Como sua empresa está adicionando um novo canal de vendas, a tendência é de aumento das vendas, levando assim a uma nova operação de compra de matéria prima e distribuição dos produtos. De acordo com a regra de negócio das vendas on-line, seu consumidor não terá o contato físico, ou seja, não estará presencialmente vendo o que está comprando, dessa forma, boa reputação e comentários sobre seu produto e empresa são essenciais.

Mas aonde quero chegar com isso? No ponto chave: Estoque. Se você não possuir um sistema de estoque integrado, que possa fazer a comunicação da quantidade em estoque do seu produto, haverá situações de venda sem estoque, ocasionando assim uma péssima experiência para o usuá Então, no momento de iniciar suas vendas on-line, assegure-se que você possua um bom sistema que faça a gestão do estoque, trazendo informações em tempo real da quantidade de determinado produto que você venderá em um marketplace.

6 – Logística de entrega

De forma que a empresa precisa ter estruturado como o produto chegará até o consumidor, é importante pensar na forma que será feito o envio dos pedidos para as transportadoras ou correios, disponibilizar formas de rastreamento dos produtos enviados e o controle de entrega para o cliente.

Essas 6 dicas já poderão nortear a organização da sua empresa para iniciar as vendas on-line. Vale ressaltar que um hub de integração de marketplaces possibilita a ampliação das vendas com total segurança e estabilidade, dessa forma, o ANYMARKET dispõe da plataforma mais completa do mercado.

Fontes: Época negócios; Ebit WebShoppers edição 2019.

 

Compartilhe esse artigo:

Comentários

comentarios