Você já ouviu falar em automação de marketing para ecommerce? Trata-se do uso de ferramentas tecnológicas para que ações possam ser automatizadas nas estratégias de marketing digital para lojas virtuais. Tal prática facilita as atividades e aumenta a eficiência do trabalho realizado. 

De maneira geral, automação de marketing é o uso de tecnologias digitais para automatizar as ações e os processos de marketing, exigindo menos esforço manual e aumentando significativamente a eficiência das ações. Assim é possível identificar o grau de interesse de um lead e lhe dar as informações que deseja. 

O investimento em automação de marketing traz diversos benefícios para as empresas, como o aumento das vendas e das receitas, e também a diminuição dos custos de aquisição de clientes. Porém, para que isso aconteça, é preciso executar as atividades corretamente.  

Veja, a seguir, 6 dicas de automação de marketing para ecommerce! 

1 – Faça o envio do email de boas-vindas

De acordo com uma pesquisa feita pela Bluehornet, cerca de 74% dos consumidores esperam por um email de boas-vindas quando fazem a conversão em um site. Isso quer dizer que é necessário automatizar o envio desse email para que os leads engajem com a sua marca e, assim, possam se tornar compradores do ecommerce mais facilmente. 

O email de boas-vindas é o primeiro contato da sua marca com o consumidor que baixou um ebook em uma landing page, que preencheu um formulário de pop-up ou assinou a newsletter. Por isso, ele é muito importante, e precisa cumprir uma série de objetivos, tais como: 

  • dar início ao relacionamento do lead com a empresa; 
  • iniciar o processo de nutrição, para que o lead se convença da solução que você oferece para a sua dor; 
  • incentivar os leads para que continuem interagindo com a sua marca; 
  • criar expectativas no leitor; 
  • encorajar os leads para que engajem em outros canais também. 

2 – Desenvolva estratégias de nutrição de leads no ecommerce

Você sabia que, quando interagem com um ecommerce, apenas 3% dos leads estão prontos para fechar um negócio naquele momento? Além disso, 47% deles ainda não estão convencidos sobre a compra e 50% não comprarão. 

Isso quer dizer que você tem 47% dos seus visitantes que não compraram ainda na loja virtual, mas que podem se tornar compradores no futuro, caso você invista na nutrição de leads. 

As estratégias de nutrição de leads devem ser pouco invasivas e inconvenientes, evitando o envio de mensagens aleatórias e promoções a todo instante, por exemplo. O que deve ser criado é uma sequência automática de emails, que faça com que o lead percorra por todas as etapas do funil de vendas e, assim, finalize a sua compra. 

3 – Utilize o Lead Scoring para identificar oportunidades

Existe uma ferramenta de qualificação de leads chamada de Lead Scoring. Ela é bastante completa e automática, considerando dois aspectos na análise dos leads, fornecendo notas com critérios e pessoas para cada um deles. E tudo isso é feito com base no histórico de resultados do ecommerce. 

A ferramenta dá notas pelo perfil de cada lead, levando em consideração informações como: 

  • o cargo que ele ocupa no local em que trabalha; 
  • a faixa etária; 
  • localização geográfica; 
  • grau de escolaridade. 

Também é possível que as notas avaliem o acesso às páginas de produtos no site, abandono de carrinho etc. A ideia é que o Lead Scoring demonstre quais leads têm maior potencial de compras, para que estratégias sejam desenvolvidas para torná-los compradores. 

4 – Crie uma automação para reverter abandono de carrinho

Um estudo realizado pela Baymard concluiu que 67% das pessoas que colocam um produto no carrinho em um ecommerce acabam o abandonando. Por isso, é uma boa oportunidade de negócio praticar ações automáticas para que esses potenciais compradores finalizem o que iniciaram e fechem negócio com o seu ecommerce. 

Desenvolver uma sequência de emails de fluxo de nutrição, conforme já explicado, pode ser uma estratégia interessante para que as pessoas que abandonaram o carrinho sejam convencidas a finalizar a compra. 

5 – Informe o cliente sobre o status do pedido

Quando alguém faz uma compra em um ecommerce, tem ansiedade em saber quando o produto que adquiriu será entregue. É por isso que você precisa informá-lo sobre o status do pedido, automatizando a atualização por email. 

Podem ser divulgadas as etapas do pedido como: em separação no estoque, em expedição, em transporte, a caminho da sua casa, etc. 

O objetivo das informações do status, além de informar o cliente, é fazer com que a sua marca esteja por mais tempo na mente dessas pessoas. Além disso, se tudo ocorrer como o previsto, as chances desse cliente voltar a comprar no seu ecommerce aumentam. 

6 – Invista em estratégias de recompra

Poucos empresários e donos de ecommerce sabem disso, mas vender para um cliente novo é mais trabalhoso do que vender para quem já conhece a loja. Por isso, investir em ações de recompra é muito interessante. 

Aqui, mais uma vez, as estratégias de fluxo de nutrição de email marketing, bem como o relacionamento via redes sociais são essenciais para que as pessoas que já compraram em seu ecommerce sigam se informando sobre as soluções que você oferece e façam compras recorrentes. 

Se você seguir essas 6 dicas de automação de marketing para ecommerce, é bem provável que vá conseguir mais resultados positivos para o seu negócio digital. Afinal, é preciso agir sempre com estratégia e de maneira automática para potencializar os ganhos e transformar os leads em compradores. 

Este conteúdo foi útil para você? Então, o que acha de compartilhá-lo agora mesmo em suas redes sociais e fazer com que mais pessoas tenham acesso a essas informações? 

Autor

Esse artigo foi escrito por Flaubi Farias, especialista em marketing de conteúdo, jornalista e comunicador com mais de 10 anos de experiência na web. Atua no time de marketing da Resultados Digitais desde 2015.

 

Compartilhe esse artigo:

Comentários

comentarios