Homem realizando uma análise de concorrência para seu ecommerce
Blog

Como realizar a análise de concorrência para um e-commerce?

4 de julho de 2024 - Atualizado em: 5 de julho de 2024
Nenhum comentário

Homem realizando uma análise de concorrência para seu ecommerce

Quando falamos sobre insights, existem métodos para além da criatividade que podem gerar estratégias de crescimento. É o caso da análise de concorrência, um processo comum dentro e fora do e-commerce, capaz de atrair ótimos resultados.

Além de oportunidades de planos de marketing, esse levantamento ajuda a ficar em dia com outras abordagens de negócios, a acompanhar a evolução do seu mercado, a identificar tendências e, evidentemente, a acompanhar outras marcas de forma próxima.

Neste artigo, você entenderá melhor sobre análise de concorrentes, suas vantagens, ferramentas indicadas e dicas para lidar com outras marcas do seu mercado. Continue a leitura e confira!

O que é e a importância da análise de concorrência

A análise de concorrentes consiste em elencar quais marcas estão competindo pelo mesmo público que o seu e-commerce e, a partir disso, realizar levantamentos qualitativos e quantitativos sobre a operação dessas empresas.

Dessa forma, é possível construir estratégias e retirar ideais mais competitivas para sua operação, com dados do seu próprio segmento.

Em termos práticos, a análise de concorrência bem feita permite:

  • Compreender diferentes posicionamentos de negócios;
  • Identificar pontos fortes e fracos na sua operação;
  • Definir oportunidades de desenvolvimento;
  • Melhorar sua abordagem comercial;
  • Adaptar sua estratégia de precificação, para fornecer valores mais competitivos;
  • Analisar o planejamento e as ações de marketing.

Para contar com as essas vantagens, compreender como fazer análise de concorrentes é fundamental. Por isso, a seguir, você confere um passo a passo bastante útil para o processo.

Como fazer uma análise de concorrentes para e-commerce?

Uma análise de concorrência envolve etapas, planejamento, interpretações e, evidentemente, conclusões. Ainda, existem ferramentas e metodologias de negócios que podem te apoiar nesse processo, a fim de que seja bem orientado.

mulher mostrando como fazer uma análise de concorrência para seu time É importante que a análise de concorrência seja bem planejada para tirar as melhores conclusões.
Dessa forma, compreender o passo a passo para uma boa análise de concorrentes no e-commerce é fundamental. Entenda melhor!

Descubra quem são seus concorrentes

Segundo dados da BigDataCorp, em 2023, o número de e-commerce no Brasil estava próximo a 2 milhões. Isso significa que a concorrência, independentemente do segmento, é vasta. Logo, a primeira etapa para realizar uma boa análise de opositores é identificar quais players disputam espaço com sua empresa.

Por mais que pareça simples, esse levantamento precisa ser bastante minucioso. Para além do segmento, é importante levar em consideração o público-alvo das empresas, o foco de negócio, a proposta de valor e o tamanho da operação.

Por exemplo, quando analisamos o segmento de moda, é possível identificar vários micronichos dentro de um grande setor. Por isso, quanto mais assertiva for a definição de marcas, melhor será a análise de concorrência.

Outro fator relevante é o tipo de estudo que será feito. Caso você deseje realizar uma análise de concorrentes no e-commerce com foco em tráfego orgânico, estabelecer empresas que disputam com sua marca por palavras-chave no Google pode ser mais interessante do que o segmento como um todo.

Portanto, avalie o propósito da análise antes de iniciá-la. Assim, será possível retirar insumos mais relevantes, que de fato se tornarão oportunidades estratégicas.

Busque auxílio da tecnologia

Existem inúmeras ferramentas para análise de dados de outras marcas, tanto gratuitas quanto pagas. Utilizá-la na análise de concorrência é fundamental para garantir que você terá dados quantitativos, mesmo que estimados, além dos qualitativos.

duas pessoas analisando dados a partir de uma ferramente tecnológica Os dados são fundamentais para uma análise mais robusta.

Com essas ferramentas, é possível levantar dados sobre tráfego, investimento em anúncios, público, e-mail marketing e muito mais. Assim, você deixa sua análise ainda mais robusta.

Conheça, abaixo, algumas ferramentas de acordo com o foco:

Ferramentas para análise de público

  • Semrush
  • Google Trends
  • Google Consumer Insights
  • Facebook Audience Insights
  • BuzzSumo

Ferramentas para SEO

  • Semrush
  • Ahrefs
  • Ubersuggest
  • MozBar
  • Screaming Frog

Ferramentas para análise de redes sociais

  • Sprout Social
  • Semrush
  • Stilingue
  • Phlanx
  • BuzzSumo

Novamente, definir o tipo de análise de concorrentes que será feita é fundamental para ter assertividade e escolher quais ferramentas serão usadas. Neste caso, o impacto também é no orçamento, dependendo da plataforma escolhida. Portanto, estabelecer o levantamento torna-se ainda mais importante.

Analise o que foi descoberto

Com base na análise de concorrência, é a hora de cruzar dados quantitativos com os qualitativos e, a partir disso, realizar interpretações. Compile as informações em planilhas e demonstre, por meio de slides, o que foi coletado.

Nesse momento, contar com recursos visuais é importante para resumir dados e garantir fácil compreensão. Big numbers, planilhas e tabelas são excelentes ferramentas, que podem ser utilizadas nos slides, para auxiliar no entendimento do material.

Repita o processo regularmente

Por fim, é importante realizar a análise de concorrentes no e-commerce com frequência. Isso porque o mercado está em constante transformação, e as abordagens e informações levantadas certamente irão se adaptar com o tempo.

mais de várias pessoas mexendo em calendários e computadores para planejar a análise de concorrentes Estabeleça uma frequência para a análise de opositores para que ela fique sempre atualizada.

Uma periodicidade de seis meses é a mais indicada quando o assunto é análise de concorrência em ambientes digitais. No entanto, caso não seja possível absorver na sua operação, estabeleça o prazo de pelo menos um ano para o levantamento.

Assim, você garante que estará acompanhando a concorrência ao mesmo tempo que usa os insumos coletados para ter mais oportunidades de negócios.

Como lidar com a concorrência?

Ignorar a concorrência certamente não é uma boa opção. Afinal, ela está disputando espaços e clientes com você e, dessa forma, impactando diretamente nos seus resultados.

Portanto, é fundamental que a análise de concorrência seja um processo cotidiano e bem estabelecido na sua loja virtual – inclusive para quem vende em marketplaces. Entenda melhor como lidar com seus opositores a seguir.

Entenda seu público-alvo

Compreender seu público-alvo é importante para saber como fazer análise de concorrentes e, também, para garantir que você está lidando com outros players de forma eficaz.

Seu público-alvo define a concorrência, o foco da sua estratégia, campanhas promocionais e muitas outras tarefas que impactarão diretamente seus resultados. 

Então, analisar os dados internos das suas vendas é uma excelente prática. Existem, ainda, outras ferramentas que podem te apoiar:

  • Google Analytics
  • Semrush
  • Google Consumer Insights
  • RD Station (para dados de e-mail marketing)
  • Facebook Audience Insights

Com dados internos, será possível desenvolver interpretações mais assertivas, pautadas na rotina da sua operação. Por isso, sempre prefira ferramentas que trabalham com números realistas em vez daqueles que possuem valores estimados para analisar seu público-alvo.

E as ferramentas de valores estimados ficam exclusivas para análise de concorrentes e outras demandas, como SEO, social media, etc.

Tenha um bom relacionamento com seus fornecedores

Os fornecedores são grandes influenciadores de sucesso. Com eles, pode-se compor estoque com mais agilidade, oferecer melhores condições de preço e de frete e muito mais, sempre com boas condições.

imagem de compradores e fornecedores com bom relacionamento Seus fornecedores são grandes aliados do seu sucesso operacional.

Por esse motivo, trabalhe o relacionamento com fornecedores para ter apoio conforme roda sua operação, garantindo, consequentemente, que conseguirá atender os clientes sempre da melhor forma.

Não deixe o marketing de lado

O marketing possui influência direta nos resultados do seu e-commerce. Dessa forma, trabalhe diferentes estratégias para que seu cliente consiga conhecer, engajar e consumir com sua marca de diferentes maneiras.

As estratégias mais comuns de marketing, que geram bons resultados, são:

  • Marketing de conteúdo;
  • Anúncios;
  • Redes sociais;
  • SEO;
  • E-mail marketing.

Outra atenção importante é utilizar sazonalidades para compor campanhas. Datas especiais, como Dia das Mães, Dia dos Namorados, Natal, Black Friday e Dia do Consumidor, tendem a trazer grandes resultados quando trabalhadas com estratégia.

Demonstre confiança ao seu cliente

Na hora de realizar uma compra, o cliente irá procurar confiança durante a jornada de conversão.  Como há uma relação monetária envolvida, ele precisa ter garantia de que não irá sofrer golpes.

Existem diferentes formas de trabalhar a confiança em um e-commerce. Confira algumas:

  • Tenha redes sociais e outras páginas da sua empresa atualizadas;
  • Insira protocolo HTTPS em seu site;
  • Disponibilize certificados de segurança no site;
  • Tenha um processo de compra seguro;
  • Conte com fornecedores confiáveis;
  • Forneça informações sobre o processo de compra para o cliente;
  • Tenha políticas de compras definidas e disponíveis para os usuários.

Logo, será possível gerar mais confiança para o cliente conforme ele interage com seu e-commerce, aumentando as chances de vendas.

Principais desafios da análise de concorrentes no e-commerce

Agora que você sabe como fazer análise de concorrentes e de que forma lidar com outros players, é válido destacar desafios (e maneiras de superá-los) na hora de acompanhar seu mercado.

O primeiro fator é o tempo, já que a análise de concorrência deve ser feita regularmente para continuar atualizada. Para contornar esse ponto, vale definir responsáveis e inserir na agenda a sazonalidade do levantamento, assegurando que o time se organizará e não se esquecerá de fazer o processo.

Estabelecer planos de ação em cima dos dados levantados também é primordial. Afinal, deixar de lado o que foi coletado não irá causar um impacto na sua operação. Por isso, a partir da análise, faça planejamentos estratégicos!

Criar uma análise de concorrentes sem foco também não é indicado. Como comentado, o objetivo por trás do levantamento pode, inclusive, impactar quais marcas serão consideradas no momento do estudo.

Seguindo os passos deste artigo, será mais fácil realizar a análise de concorrência. E, para se aprofundar em como utilizá-la na sua operação, para ter mais resultados, também existem dicas práticas. Acesse o artigo do ANYMARKET sobre como se destacar da concorrência e saiba mais!

Compartilhe esse artigo: