Novembro talvez seja o melhor mês do ano para o varejo e isso inclui com certeza os grandes players do mercado que atuam como canais de marketplaces. 

Em contrapartida, pode ser o último mês do ano para os lojistas que estão entrando nesses canais de vendas para expor seus produtos nas vitrines mais visitadas do país. 

É perceptível o censo de urgência dos Sellers quando chega o último trimestre do ano, todos querem finalizar processos, concluir integrações, subir 100% do catálogo e otimizar os anúncios para aproveitar as melhores datas do comércio online.  

Mas quando chega no mês de novembro, muitos desses canais entram em freezing (congelando), e paralisam as novas publicações de produtos no catálogo, por exemplo. Ou seja, as lojas não conseguem subir novos anúncios para aproveitar a Black Friday por exemplo, com isso muitos lojistas acabam deixando passar boas oportunidades de aproveitar ainda mais a data tão esperada pelos consumidores no ano. 

Mas nem tudo está perdido! 

Apesar de alguns canais adotarem essas medidas, que visam segurança nas transações e estabilidade dos portais, existem hoje algumas dezenas de canais de marketplace disponíveis para que você possa aproveitar e explorar o potencial de vendas. 

Por exemplo, o próprio Mercado Livre, considerado o maior marketplace do Brasil, com um volume de visitas/mês que chega a ser quase 3x maior que os demais grandes canais de vendas, não tem uma limitação para subida de novos produtos na plataforma. 

Os demais marketplace oferecem sempre um calendário com as datas de trava de catálogo e de alterações no preço de venda, assim, você pode priorizar quais você poderá subir seu catálogo e preparar as ofertas. Observando quais são os de maior prioridade conforme essas informações. 

É importante, se você está no seu primeiro ano no comércio eletrônico e atua nos canais de marketplace, que antes de aproveitar as grandes oportunidades dessa data, estude e entenda como é o comportamento do consumidor na data, como você deve trabalhar nas próximas oportunidades de datas sazonais do varejo e quais são as estratégias utilizadas pelas grandes empresas que já atuam nesse mercado a mais tempo. 

Estude a concorrência, e faça melhor! 

Se eu pudesse te dar um conselho, seria exatamente esse, procure aprender com os grandes lojistas. Fique atento aos cases de sucesso, mas também de insucesso. Afinal, se você não se preparar em um evento como a Black Friday, com uma boa estrutura por traz da sua operação, a probabilidade de você “capotar” sua empresa é grande, já que, nessas datas do ano, o poder de consumo aumenta consideravelmente e consequentemente também se somam ao volume de pedidos, distribuição e aos atendimentos de SAC e pós venda em geral. Trabalho dobrado ou triplicado, que requer muita atenção e controle, apesar da ocasião. 

O ano não está perdido. Chegou a hora de você, lojista, faturar mais para se planejar ainda melhor em 2020. Aproveite! 

Sobre o autor

Leandro Ratz é responsável pelo sucesso dos clientes no ANYMARKET. maior Hub de integração com marketplaces da América Latina.

Compartilhe esse artigo:

Comentários

comentarios