Mulher recebendo encomenda de uma loja com baixo lead time
Blog

Lead time: como reduzir o tempo de expedição

23 de maio de 2024 | Nenhum comentário

Mulher recebendo encomenda de uma loja com baixo lead time

Se você quer melhorar o seu processo logístico, precisa conhecer o conceito de lead time. O indicador é uma métrica importante da sua eficiência operacional e pode impactar diretamente a satisfação do cliente.

Preparamos este conteúdo para explorar a importância de monitorar e otimizar o lead time, além de falar sobre os principais fatores que influenciam a métrica. Também apresentamos algumas dicas para melhorar o tempo de expedição e fazer uma gestão logística focada em aumentar a sua competitividade on-line. Acompanhe a leitura!

O que é lead time

O termo lead time, amplamente utilizado no e-commerce brasileiro, refere-se ao tempo entre a realização de um pedido pelo cliente e a entrega do produto. Esse período inclui desde a confirmação da compra, a separação do item no estoque, o transporte até a chegada do produto.

A expressão em inglês poderia ser traduzida livremente como prazo de entrega, porém o conceito é mais amplo. O lead time é uma métrica indispensável para medir a eficiência operacional do seller e interfere diretamente na satisfação do cliente e na competitividade do negócio.

Por isso, em uma estratégia ideal, deve ser monitorado como um indicador-chave de desempenho (KPI) para identificar possíveis gargalos, ineficiências ou atrasos no ciclo de pedidos. Esses dados ajudam a implementar ações inteligentes para otimizar a cadeia de suprimentos, reduzir o tempo de entrega e aprimorar a experiência do cliente.

Tipos de lead time

Abaixo listamos os principais tipos de lead time do e-commerce, conforme o tipo de operação:

  • Lead time de entrega: tempo entre a confirmação do pedido e a entrega ao cliente;
  • Lead time de produção: período para produzir ou preparar o produto, desde o planejamento da produção até a finalização do item;
  • Lead time de material: tempo entre a realização de um pedido de compra de matéria-prima e o recebimento desses insumos.

Entender essas diferenças é importante, porém, neste artigo, focamos especificamente a operação de vendas em si. Ou seja, no período entre a confirmação da compra de um produto no e-commerce e a sua entrega ao cliente, que também podemos chamar de expedição.

Fatores que influenciam o tempo da sua entrega

Diversos fatores podem afetar o lead time no e-commerce. A localização do estoque é um deles, pois quanto mais próximo o item estiver do cliente, menor será o tempo de entrega.

Outro aspecto relevante são os processos operacionais do seller, como a eficiência na separação, embalagem e expedição dos pedidos. Quanto mais ágeis forem essas etapas, mais ágil será o envio dos produtos.

Considerando isso, é possível concluir que a escolha da modalidade logística adotada influencia diretamente o lead time. Serviços de fulfillment, por exemplo, podem reduzir significativamente o tempo da expedição.

Por fim, a sazonalidade também é um fator a ser considerado. Períodos de alta demanda, como datas comemorativas, podem aumentar temporariamente o lead time, devido à maior pressão sobre a operação.

Como calcular o lead time

Para calcular o lead time de um produto em estoque, o seller deve seguir os seguintes passos:

  1. Verificar a disponibilidade do produto no estoque e sua demanda de pedidos;
  2. Calcular o tempo de separação do produto após a confirmação da compra;
  3. Ter uma previsão de tempo para alinhar a entrega com a transportadora responsável;
  4. Considerar o tempo de transporte até o cliente.

Com essas etapas, é possível ter uma visão clara do tempo necessário para concluir a jornada de compra, desde a confirmação do pedido até a entrega. Esta visibilidade permite fazer uma gestão logística concentrada na experiência do cliente.

Por que é importante otimizar o tempo de expedição

Analisar o lead time e implementar estratégias para otimizar o tempo é essencial para aumentar a eficiência logística, aprimorar a jornada de compra e, consequentemente, escalar as vendas.

Além disso, a otimização da entrega pode ser um diferencial competitivo no e-commerce. Com a concorrência alta dos canais de venda on-line, oferecer prazos de entrega mais curtos pode atrair e reter clientes.

Do ponto de vista operacional, a análise e otimização da métrica possibilita administrar melhor a cadeia de suprimentos, do estoque e de todo o processo logístico. Por fim, a redução do tempo de entrega impacta positivamente os custos operacionais e a manutenção de um fluxo de caixa mais saudável.

Como reduzir o lead time no e-commerce

A melhoria dos processos logísticos passa por uma série de ações que devem ser implementadas segundo as necessidades e a capacidade operacional do seller. A seguir listamos algumas ações que ajudam a reduzir o tempo de entrega. Confira!

Descentralizar o estoque

Manter centros de distribuição próximos aos locais com o maior volume de vendas é uma estratégia eficaz de otimização do lead time. Ao distribuir os produtos em armazéns localizados estrategicamente, a distância a ser percorrida até o cliente é menor, diminuindo o tempo de transporte.

Automatizar processos

Investir em ferramentas tecnológicas que agilizam a separação, embalagem e expedição dos pedidos é fundamental para melhorar a logística.

A automação de tarefas repetitivas e a implementação de sistemas de integração podem acelerar significativamente o fluxo de trabalho, reduzindo o tempo demandado para processar e enviar os pedidos.

Monitorar a demanda e ajustar o estoque

Antecipar períodos de alta demanda e garantir a disponibilidade dos produtos é essencial para evitar rupturas de estoque e atrasos nas entregas. Além disso, a sua infraestrutura operacional também precisa estar preparada para as sazonalidades.

Contar com ferramentas de apoio à operação, como um ERP e um hub integrador, ajudará a monitorar cuidadosamente os diferentes períodos e suas demandas para fazer os ajustes.

Com essa abordagem, é possível se preparar melhor e não correr o risco de ter perdas em datas importantes do e-commerce.

Colaborar com fornecedores e parceiros logísticos

Otimizar o fluxo logístico por meio de uma estreita colaboração com fornecedores e parceiros pode ter um impacto significativo na redução do lead time.

Ao alinhar processos, compartilhar informações e trabalhar em conjunto, o seller é capaz de minimizar atrasos e garantir a disponibilidade dos produtos para obter o máximo de rentabilidade.

Trabalhar com previsão de demanda

Antecipar a demanda é indispensável para negociar prazos de entrega e gerar maior eficiência logística. Assim, trabalhe com plataformas de gestão que forneçam dados históricos e em tempo real para aprimorar a sua previsão de vendas em diferentes épocas do ano.

Avaliar e melhorar regularmente os processos

Monitorar outros KPIs do negócio, além do tempo de entrega, e contar com feedback dos clientes é fundamental para identificar oportunidades de melhoria e focar o aperfeiçoamento contínuo dos processos.

Ao avaliar regularmente o desempenho logístico, você poderá implementar estratégias sustentáveis e de alto impacto em toda a operação de vendas.

Considerar a adesão a serviços de fulfillment

A contratação de um serviço de fulfillment, em que o processo logístico é realizado por uma empresa especializada, como os próprios marketplaces, pode fazer uma grande diferença no lead time do seu e-commerce.

Nos marketplaces, a modalidade fulfillment oferece prazos de entrega mais atrativos, refletindo diretamente na experiência do consumidor. Além disso, implementando a estrutura tecnológica adequada para gerenciar o serviço, pode-se agilizar o processo logístico com total segurança e estabilidade.

Como vimos, diversas ações de otimização do lead time passam pela automatização de processos. Isso ocorre porque garantir que a operação de vendas ocorra sem falhas é um dos pontos mais relevantes na entrega ágil e correta do produto.

Quer saber mais sobre centralização e automação das vendas? Conheça o ANYMARKET, o hub de integração de vendas em marketplaces, líder na América Latina, que oferece funcionalidades avançadas para aprimorar a sua logística e alavancar as vendas com segurança.

Integração com Marketplaces Anymarket

Compartilhe esse artigo: