Você já deve ter ouvido essa expressão que é comum no mundo dos negócios, mas sabe o que é capital de giro efetivamente?

A organização financeira de uma empresa é o que mantém as operações em andamento e as despesas e pagamentos em dia.

Por isso, entender a função do capital de giro e como usá-lo para que não haja déficits nas contas da empresa é fundamental.

Seja um negócio de médio ou de grande porte, a administração do capital de giro é um dos ativos principais para a saúde financeira de uma empresa.

Continue lendo e entenda o que é capital de giro, como calcular e como usar os recursos da empresa de maneira adequada.

O que é capital de giro?

O capital de giro é o montante de dinheiro que uma empresa tem disponível para quitar todas as despesas operacionais — fixas e variáveis — do negócio.

Esse capital disponível engloba o valor em caixa na empresa, na conta bancária e investimentos que podem ser resgatados de imediato.

Entre as despesas pagas com o capital de giro mensalmente estão:

  • aluguel;
  • energia elétrica;
  • internet;
  • folha de pagamento dos funcionários;
  • aquisição de mercadoria para estoque;
  • impostos, etc.

No capital de giro não são incluídos itens que a empresa adquiriu para infraestrutura como maquinário, imóvel e veículos. 

Já que esses bens não podem ser vendidos para se transformar em capital imediato para pagar despesas operacionais.

Como funciona o capital de giro

Uma boa gestão de capital de giro começa com um planejamento e controle financeiro adequados. 

Geralmente, o planejamento é feito na abertura da empresa, mas pode ser revisto de tempos em tempos, conforme necessário.

O controle financeiro ou de caixa é uma atividade mensal que faz parte da manutenção do planejamento. 

No controle de caixa são discriminadas todas as despesas (custos fixos e variáveis) que o negócio tem ao longo do mês e quando acontecem as entradas, ou seja, os recebimentos dos clientes.

Com essas informações, o controle das entradas e saídas é mais eficiente e nenhum pagamento é esquecido.

O prazo que você oferece aos clientes também influencia no controle e no prazo que você negocia com os fornecedores, por exemplo, para a aquisição de matéria-prima ou estoque.

Agora que você sabe o que é capital de giro e como ele funciona, vamos mostrar como calculá-lo. 

Como calcular o capital de giro

Aprender como calcular o capital de giro é útil para acompanhar a evolução do planejamento financeiro.

Para fazer o cálculo, será necessário ter os seguintes dados em mãos:

  • valor total de contas a receber;
  • valor das mercadorias em estoque;
  • valor total de contas a pagar por mês (despesas fixas);
  • valor total de impostos e despesas.

Com esses valores, o capital de giro é calculado da seguinte forma:

Capital de giro = (contas a receber + total em estoque) – (contas a pagar + impostos)

O valor final será o montante necessário para o negócio funcionar dentro do mês, ou seja, o capital de giro da empresa.

Dicas para manter um capital de giro saudável

1. Controle as inadimplências

Entender o que é capital de giro ajuda a manter sob controle cada fator que influencia a saúde financeira do negócio.

A inadimplência de clientes, por exemplo, prejudica uma entrada importante nas operações e afetam o capital de giro.

Garantir meios seguros — físicos e digitais — para o pagamento pode ajudar a não sofrer com os “calotes” e atrasos.

2. Passe um pente fino nos gastos operacionais

Se o corte de gastos supérfluos e economias fazem bem ao controle de gastos pessoais, eles também contribuem positivamente para saúde financeira de uma empresa.

Inclua na rotina do departamento Financeiro uma revisão das despesas e análise gastos que podem ser cortados ou diminuídos nos custos operacionais.  

3. Tenha disciplina financeira

Disciplina financeira é uma característica que todo empreendedor deve cultivar. Saber onde investir, ter bons fornecedores para negociar, separar as despesas pessoais das empresariais são pontos importantes.

O pensamento estratégico é a diferença entre manter o capital de giro positivo ou negativo. Tenha cuidado ao cobrir alguma despesa sem ter capital para repor esse gasto. Primeiro, verifique o planejamento e veja se essa cobertura é possível.

4. Exercite seu poder de negociação

Estude os prazos em que você recebe dos clientes para negociar com seus fornecedores condições vantajosas que favorecem o fluxo de caixa

Descontos para pagamentos a vista ou um pouco mais de prazo podem ser positivas dependendo seu contexto financeiro do momento. 

Verifique o planejamento financeiro antes para negociar com mais certeza.

5. Faça um empréstimo de capital de giro 

O empréstimo de capital de giro pode ser uma estratégia vantajosa para manter as operações da empresa no azul.

Com o planejamento adequado, você pode ter a injeção de capital necessária para cobrir um investimento do momento. Só atenção na hora de analisar se você poderá quitar os gastos no futuro. 

Pesquise as melhores taxas, juros e prazos e também empresas de empréstimo online para conseguir condições mais favoráveis.

Tenha um capital de giro positivo!

Agora que você sabe o que é capital de giro, como calcular e mantê-lo no positivo, pode ter começar a investir no seu controle financeiro para melhorar seus processos de compra e venda. Planeje e tenha sucesso!

Este post foi escrito pela Gyra+, uma empresa que realiza financiamentos online para empreendedores digitais em busca de capital de giro. Faça uma avaliação no nosso simulador de empréstimo empresarial e descubra o crédito que cabe no seu negócio.

Compartilhe esse artigo:

Comentários

comentarios