como fazer precificação de produtos para os marketplaces
Blog

4 erros de precificação de produtos que você jamais deve cometer

19 de outubro de 2021 | Nenhum comentário

Você possivelmente chegou até aqui querendo saber como fazer precificação de produtos para vender online. Mas você sabia que a precificação errada de um produto pode reduzir o lucro e diminuir a quantidade de dinheiro em caixa da empresa? 

Queremos que este conteúdo ajude a melhorar a saúde financeira do seu negócio. Saber precificar um produto é indispensável para crescer no e-commerce 

Quando falamos em vender por marketplaces esse tema é ainda mais importante. Afinal, você precisa ter uma boa estratégia de preços para se destacar em cada um dos canais de vendas.  

Quer saber como fazer isso? Vamos te ajudar! 

Neste artigo criado com apoio da equipe Preço Certo, especialista no tema, você verá 4 erros que a maioria dos lojistas cometem ao formar preços e também como resolvê-los. 

como fazer precificação de produtos para os marketplaces

Fazer precificação de produtos sem analisar a margem de contribuição 

Caso você não saiba, a margem de contribuição representa o lucro das vendas. 

Ou seja, se você vender um produto por R$100 mas tiver R$60 de custos variáveis ligados diretamente a essa venda, a margem de lucro desse produto será de quanto? 

Para responder essa pergunta, basta seguir a fórmula abaixo: 

Margem de contribuição = Preço de venda – Custos e despesas variáveis 

Logo, a resposta àquela pergunta seria: R$40 de margem de contribuição. Que significa R$40 de lucro. 

Essa informação é extremamente importante. É com esse dado que sabemos quanto de lucro a venda do produto gerou. Esse lucro será considerado para pagar os custos fixos da empresa. 

Como especialistas em precificação, a equipe do Preço Certo sempre recomenda a análise da margem de cada produto vendido em cada canal de venda. Desta maneira, você poderá entender claramente se está ganhando ou perdendo nas vendas e qual é o valor da perda. 

Está pensando na Black Friday 2021? No vídeo abaixo falamos sobre como precificar estrategicamente para o evento? 

Precificar de acordo com a concorrência 

Utilizar o preço da concorrência como único método de precificação é o segundo erro comum entre os vendedores. Vamos explicar e você verá que faz sentido abordar esse tópico para falar sobre como fazer precificação de produtos. 

Conforme lavantamento da Preço Certo: 89% dos lojistas possuem alguma dificuldade na precificação ou realizam vendas no prejuízo.  

Sabendo disso, as chances de copiar o preço de venda de alguém que não sabe precificar são de 9 a cada 10. Logo, a sua empresa estará em sérios riscos financeiros. 

Ao considerar apenas os preços do mercado na sua precificação, você estará deixando de considerar uma série de fatores estratégicos relevantes. Veja alguns exemplos: 

  • Indicadores financeiros; 
  • Estratégia do negócio; 
  • Estrutura de custos; 

Tenha claro que esses fatores que não são iguais em nenhuma empresa. Eles devem ser analisados com cuidado porque influenciam diretamente na formação de preços dos produtos. 

Precificação Dinâmica 

A precificação dinâmica permite ter uma informação importante, que são os máximos e mínimos de preços de um produto. Com isso, e outros dados, você pode tomar uma decisão. 

A precificação dinâmica pode ser usada em conjunto com a margem de contribuição da venda e a estratégia do produto. 

Ao decidir que apenas o mercado vai ditar os seus preços, você estará entregando a estratégia da empresa para terceiros. Assim, é claro, a vida do seu negócio estará em risco. 

Quer saber mais sobre essa ferramenta? Leia também: Como ser mais competitivo usando a Precificação Dinâmica 

Rateio de custos indiretos na precificação de produtos

rateio de custos indiretos, conhecido como rateio por absorção, é uma prática bastante conhecida dos empreendedores do comércio eletrônico. 

A lógica desse método de precificação é adicionar no preço de venda percentuais referentes ao pagamento dos custos fixos. Ou seja, ao comprar o produto o seu cliente paga essa conta. 

Essa metodologia de precificação é muito atrativa por parecer simples e rápida. No entanto, ela pode ser prejudicial à saúde da empresa, pois você estará encarecendo o seu produto de forma desnecessária. 

Veja o exemplo abaixo de dois concorrentes, de mesmo porte e segmento, com estruturas de custos diferentes: 

  • Empresa A: R$100 mil de custos indiretos (funcionários, aluguel e outras contas a pagar); 
  • Empresa B: R$500 de custos indiretos – (empresária(o) que trabalha em casa); 

Vamos considerar que ambas empresas disputam a atenção do cliente na venda de um determinado produto, no mesmo canal de venda.  

Usando a lógica do rateio por absorção, se as duas colocarem custos fixos no preço de venda, naturalmente os preços da empresa A seriam mais caros. Consequentemente, essa empresa estará perdendo competitividade, certo? 

Métricas de Vaidade 

Você já ouviu falar que “like não paga conta”? Muito provavelmente sim.  

Muitos especialistas em marketing e vendas passam essa ideia e é exatamente por isso que as notas fiscais também não pagam as contas. 

É comum encontrar empresas que buscam apenas aumentar o faturamento. Nesse contexto, deixam de lado os demais indicadores financeiros, como a margem de contribuição e o capital de giro. 

Porém, esses são indicadores responsáveis pela geração de lucro e dinheiro em caixa, respectivamente. 

Isso acontece quando o lojista que está por trás da operação está tomando decisões baseadas apenas em métricas de vaidade. Seguir focando nisso só é justificável quando você ainda não sabe como fazer precificação de produtos.

Imagine realizar uma venda de R$100 e descobrir que ela deu R$1 de margem. Ou, ainda, que você pagou para vender o produto, seria péssimo, não acha? 

Pois é exatamente isso que acontece com muitas empresas. Não é à toa que o time da Preço Certo diz que: “Faturamento é ego, Lucro é ponto de vista e Caixa é realidade.” 

Você sabia que existem ferramentas que ajudam a ter uma gestão de preços automatizada e segura para vender em marketplaces com mais eficiência? Conheça o ANYMARKET!

clique para contato com o anymarket

Compartilhe esse artigo: